Bloquear botão direito do mouse: Bloquear seleção de texto: Bloquear tecla Ctrl+C/Ctrl+V: Bloquear arrastar e soltar:

Seguidores

sábado, 23 de outubro de 2021

ROSA ALICE BRANCO


Arte Poética

Gostaria de começar com uma pergunta

ou então com o simples facto

das rosas que daqui se vêem

entrarem no poema.


O que é então o poema?

um tecido de orifícios por onde entra o corpo

sentado à mesa e o modo

como as rosas me espreitam da janela?


Lá fora um jardineiro trabalha,

uma criança corre, uma gota de orvalho

acaba de evaporar-se e a humidade do ar

não entra no poema.


Amanhã estará murcha aquela rosa:

poderá escolher o epitáfio, a mão que a sepulte

e depois entrar num canteiro do poema,

enquanto um botão abre em verso livre

lá fora onde pulsa o rumor do dia.


O que são as rosas dentro e fora

do poema? Onde estou eu no verso em que

a criança se atirou ao chão cansada de correr?

E são horas do almoço do jardineiro!

Como se fosse indiferente a gota de orvalho

ter ou não entrado no poema!

 

Rosa Alice Branco

Soletrar o Dia Obra poética

Vila Nova de Famalicão, Quasi Edições, 2002


Biografia AQUI


10 comentários:

Marli Soares Borges disse...

Olá, Elvira, muito lindo esse poema. Não conhecia a poeta. Obrigada pela partilha.
Bjs, Marli
-
Blog da Marli

chica disse...

Gostei muito,Elvira!
Bela escolha!
beijos, chica

Mariazita disse...

Não conhecia o poema nem a autora, mas gostei imenso.
Merece investigação maior, o que farei.

Votos de uma feliz Terça Feira e boa semana.
Abraço
MARIAZITA / A CASA DA MARIQUINHAS

Cidália Ferreira disse...

Gostei bastante! Não conhecia :))
-
Beijos e uma excelente tarde!

lua singular disse...

Oi Elvira
Não sou muito fã de poemas, mas este tem uma linda finalidade.
Gostei demais e abrilhantar com mais esse poema
Beijos
Lua Singular

- R y k @ r d o - disse...

Poema muito bonito que me fascinou ler. É a velha e discutida "lei" entre a vida e a morte..
.
Abraço poético
.
Pensamentos e Devaneios Poéticos
.

Micaela Santos disse...

Que belo poema, leve como as pétalas de uma rosa.
Gostei muito!

Beijinho e continuação de uma boa semana!

Roselia Bezerra disse...

Boa noite de sábado, querida amiga Elvira!
Linda escolha de um poema perfumado.
Também você nos oferece novos poetas para mim
Obrigada pela partilha.
Esteja bem em todos os níveis do seu ser.
Tenha um domingo abençoado!
Beijinhos com carinho de gratidão e estima

Os olhares da Gracinha! disse...

Lindo!
Agradeço a partilha!!! Bj

lua singular disse...

Oi querida
adorei o texto
Muito lindo
Beijos no coração
Lua Singular