Bloquear botão direito do mouse: Bloquear seleção de texto: Bloquear tecla Ctrl+C/Ctrl+V: Bloquear arrastar e soltar:

Seguidores

segunda-feira, 8 de junho de 2020

DÊ O PODER A UMA FLOR




DÊ O PODER A UMA FLOR


Dê o poder para uma flor,
que representa a simbologia do amor.
Dê o poder a uma flor,
pois por detrás da sua fragilidade
esconde os espinhos
para aliviar a dor.
Dê o poder para uma flor,
a flor feminina,
a flor que procria a vida
nas diversas formas de sabedoria,
e sabe que foi feita para vencer
e atingir o poder da humanidade
na sua concepção de fraternidade.
Dê o poder para uma flor,
porque além do sexto sentido
vem o amor no peito
que carrega contigo,
e a sensibilidade para olhar nos olhos
e ver o povo além de uma multidão.
Dê o poder para uma flor,
a flor feminina
que tem o poder de transformação
sobre o destino dos homens.
Dê o poder para uma flor
que constrói a vida
sem destruir o amor.
A flor feminina
que ensina
que não é o poder que governa a terra,
mas sim as formas diversas
de se criar poesia no cotidiano humano.

Cristiane Neder


Cristiane Neder já é uma repetente neste blog pelo que a sua biografia se encontra AQUI

15 comentários:

chica disse...

Um prazer ler a poesia assim linda de Cristiane. Belo tema! beijos, tudo de bom,chica

" R y k @ r d o " disse...

Um gosto enorme em ler tão intenso e sublime poema.
.
Saudações poéticas
Bom fim de semana.

Cidália Ferreira disse...

Mais um poema de uma Autora que desconhecia!

-
Estória esculpida no meu coração

Beijos. Bom fim de semana!:)

Roselia Bezerra disse...

Bom dia de muita paz querida amiga Elvira!
Gosto muito deste blog seu. Escolhe cada poesia tão maravilhosa e cheia de alma, além de versos.
Os três primeiros tocaram meu coração de forma especial.
Tenha um fim de semana abençoado!
Bjm carinhoso e fraterno de paz e bem

silvioafonso disse...

Cristiane Neder, infelizmente, pelo menos
por aqui na minha terra, estão dançando
no jardim ao som das flores que morrem.
Elvira, meu amor, bom dia. Quando você
fala àquelas doçuras que escreveu na
lousa lá em casa, é sinal de que tudo vai bem,
dentro do possível. Amo essa amizade que você
nos dá. Amo. Principalmente quando a vejo
escrevendo, lendo e respondendo aos amigos,
como tem respondido às minhas bobagens.
Um beijo de novo e bom dia.

Tanza Erlambang disse...

beautiful words...

Have a wonderful weekend

Mariazita disse...

Não conhecia a poetisa por isso segui o link e inteirei-me.
Como costumo dizer - cada visita que fazemos aumenta o nosso conhecimento.
Gostei muito do poema aqui publicado.
Oxalá os desejos nela expressos se concretizem...

Desejo as melhoras dos seus olhos, e que tudo corra bem com toda a família.

RE - A amiga sabe que "não há amor como o primeiro"... è às vezes esse primeiro amor acompanha-nos para sempre. Será o caso da Nanda ???

Votos de um Domingo feliz
Abraço
MARIAZITA / A CASA DA MARIQUINHAS




Arthur Claro disse...

Linda poesia, meus parabéns.

Arthur Claro
http://www.arthur-claro.blogspot.com

São disse...

Gostei muito do texto.


Bons sonhos, saúde e grande abraço

CÉU disse...

Olá, estimada Elvira!

Não conhecia esta escritora e até pensei que não fosse brasileira, embora tenham uma total liberdade para colocar qualquer nome. Pensei que fosse francesa, imagine!

Uma senhora que tem ganho muitos prémios e imensas menções honrosas (estive a ler a Biografia dela) e que luta pela liberdade e bem estar dos povos.

Gostei bastante do poema. De facto, a flor feminina, a mulher, tem, para além dos seis sentidos, um feeling mto especial para governar o mundo, mas somos tão poucas a fazê-lo. Somos sensibilidade e trabalhamos e pensamos com o coração.

Achei piada à definição que ela dá de Socialismo. Parece-me pueril, no bom sentido.

A poesia e a política, sim, ela é um "animal político" e a relação entre elas acho perfeita. Os poetas sonham para transformar o mundo, mas é a política, a boa, a consciente, que concretiza e realiza a poesia.

Poetas, continuem a sonhar!

Beijos para todos e dias mais felizes.

manuela barroso disse...

Uma belíssima poesia com a mensagem centrada na flor mas que envolve todo um mundo de emoções
Linda escolha, Elvira
Beijinho 🌷

Ana Tapadas disse...

Não conhecia e gostei de ler, sim.
Beijo

silvioafonso disse...

Estava passando quando decidi perguntar
se você tem café pra me dar. Eu gosto de
café forte, feito na hora, mas se não tive
não faz mal. Como o bolo de milho assim
mesmo. (risos)
Beijos, Elvira querida.

Lúcia Silva Poetisa do Sertão disse...

Uma poesia sensível, linda e encantadora!
Abraços fraternos!

عبده العمراوى disse...



شركة تنظيف شقق بالخبر
شركة تنظيف شقق بالاحساء
شركة تنظيف كنب ومجالس بالخبر