Bloquear botão direito do mouse: Bloquear seleção de texto: Bloquear tecla Ctrl+C/Ctrl+V: Bloquear arrastar e soltar:

Seguidores

sexta-feira, 3 de abril de 2020

HÁ-DE HAVER QUEM VENÇA!


HÁ-DE HAVER QUEM VENÇA!
*

Morrem os velhos, morrem os doentes,
Morrem humildes e até  poderosos...
Que dos que partem nasçam as sementes
Que irão vingar e dar frutos viçosos!
*
Fazem clausura crentes e descrentes,
Cessam abraços, por perniciosos,
Temem as gentes tornar-se os agentes
Desse contágio. Todos, quais leprosos,
*
Tapam os rostos, evitam tocar-se,
Que é grande o medo de contaminar-se;
Enorme o risco e tremenda a sentença!
*
Das negras noites nasce o fel dos dias,
Mas... vida é Vida e, depois das fobias,
Há-de haver risos, há-de haver quem vença!


Maria João Brito de Sousa

Maria João Brito de Sousa - já é repetente neste blogue. Para quem não conheça AQUI  podem ver a sua biografia e conhecê-la melhor. E podem visitá-la no seu blogue AQUI .


23 comentários:

© Piedade Araújo Sol disse...

Evira

um poema muito actual e fantastico da Maria João Brito que escreve muito bem.

parabéns pela escolha.

boa semana.

beijinhos

:)

chica disse...

Beleza de poesia e haveremos de vencer!! Bjs chica

" R y k @ r d o " disse...

Poema maravilhoso. Oxalá haja quem vença...Oxalá...

Cumprimentos

HD disse...

Vamos ultrapassar tudo e seremos todos vencedores!
Muita saúde!
Um abraço

Vanessa Casais disse...

Gostei muito, obrigada pela partilha.
Como se costuma dizer «Entre mortos e feridos alguém há-de escapar!»

Boa semana,
Vanessa Casais

manuela barroso disse...

Actual e tão pertinente esta linda poesia !
Permita O Céu que a tormenta passe sem que as marés levem todas as conchas da praia!
Um beijinho 🌷

Dan André disse...

Olá Elvira, boa noite.

Visitando os blogues dos amigos em comum, tive a honra em conhecer o seu. Poema lindo, e de grande reflexão, nesse momento onde a quarentena em prol do amor ao próximo, é fundamental.

Forte abraço querida,
Dan
https://gagopoetico.blogspot.com/2020/03/virus-coroado.html

silvioafonso disse...

Só um coração generoso pra levantar
nosso astral numa hora desses.
Um beijo, virtual, querida Elvira.
Boa noite e se cuida.

Roselia Bezerra disse...

Boa noite de paz e saúde, querida amiga Elvira!
Haveremos de vencer sim, se Deus quiser!
Lastimável foram os vencidos, mas não percamos a esperança.
Muito boa escolha para esta pandemia e acalma nosso coração o Haveremos de vencer!
Tenha dias abençoados e livres do vírus cruel!
Bjm carinhoso e fraterno de paz e bem

Cidália Ferreira disse...

Bom dia! Temos mesmo que vencer!


Beijos e um excelente dia

Maria João Brito de Sousa disse...

Estou-lhe muitíssimo grata por aqui ter trazido este meu soneto, Elvira.

Agradeço, também, a todos os que o leram e tiveram a bondade de aqui deixar uma palavra amiga.

Neste momento tão duro das nossas existências, reafirmo, aqui e agora, que saberemos resistir! Há-de haver risos e há-de haver quem vença!

Forte abraço!

Os olhares da Gracinha! disse...

Bela a sua escolha!!! Bj

lua singular disse...

Oi Elvira,
Quem já estudou a fundo histórico de Hitler, não acredito que aja no mundo que pessoas acham bonito se assemelharem a ele.
E temos nos dias de hoje pessoas milionárias que se acham imune. Assim todos fossem.É o fim dos tempos.
Você leu a postagem que coloquei sobre 3 doenças, estudou em várias escolas do mundo(pela sua sua inteligência). Quantas pessoas morreram, mas ele conseguiu a cura. Está lá no meu blog em capítulos.Osvaldo Cruz sozinho descobriu a cura. Nosso orgulho, mas naquela época todos participavam, hoje em dia não veem a hora que todos morram para dar lugar aos bacanas milionários que nem se lembram mais dele.As ondas do mar matam também.
Beijos no coração
Lua Singular

Unknown disse...

Olá Elvira,
Que maravilhoso poema nos deu a conhecer, não podia ser mais adequado ao difícil momento que o mundo está a viver.
Espero que esteja tudo bem consigo e com os seus.
Fique em segurança.
Beijinhos

Mar Arável disse...

Que viva a poesia

Tais Luso de Carvalho disse...

Maravilhoso! Forte e profundo poema.
Haveremos de vencer e sairemos mais fortes, porém, o mundo vai mudar!
Beijo, Elvira.

Diná Fernandes disse...

Boa tarde Elvira,

Um soneto repleto de verdades e sabedoria. Partindo do principio que nada dura pra sempre, vamos orando e confiando que a tempestade vai passar.
Agradecida pela partilha.

Bons dias mesmo confinada amiga.
Abraço

lis disse...

Oi Elvira
Sim, a ideia é essa_vencer vencer!
Com Fé e podendo abraçar
Um poema apropriado _ salve nossos poetas!
Abraço

" R y k @ r d o " disse...

É um privilégio ler a sua sábia poesia. É entrar aqui feliz e sair extasiado com a alma e o coração cheio.
Sem dúvida que é uma poetisa maravilhosa
.
Um feliz domingo de Ramos

Majo Dutra disse...

Venho desejar uma Semana Santa o mais tranquila e amorosa possível...
Tudo pelo melhor, apesar dos pesares...
Abraços
~~~~

silvioafonso disse...

Elvira, meu amor. Nós, que somos jovens
há mais tempo que todo mundo, sabemos que
que nossa vez já passou e só estamos dentro
dessa arca graças a bondade dos animais.
Portanto, querida, ria. Ria, e, dependendo
de mim tu terás de trocar de roupa de vez
em quando, porque o riso nos leva a isso.
Um beijo, melhoras e, continue em casa como
determinou seu oftalmo.

Lúcia Silva Poetisa do Sertão disse...

Um poema pautado na nossa realidade caótica e temerosa que estamos a viver, mas, esse poema, nos traz uma esperança, a de vencer esse coronavírus.
Beijos!

Anete disse...

Versos fortes e reflexivos...
A vida continuará... Retornarão os risos livres e soltos... Prossigamos!
Belo poema!!!
Com grande abraço...