Bloquear botão direito do mouse: Bloquear seleção de texto: Bloquear tecla Ctrl+C/Ctrl+V: Bloquear arrastar e soltar:

quarta-feira, 16 de maio de 2018

PERDIDAMENTE - Antologia de poetas lusófonos contemporâneos

Decorreu no dia 13 de Maio, no hotel Sana em Lisboa o Lançamento da Antologia de poesia  PERDIDAMENTE  volume III no qual colaboro com dois poemas. Deixo-vos com um dos poemas, que os mais antigos talvez já conheçam





                     Louca Perigosa

Deixem-me ir para a rua
quero gritar
chorar
cantar.
Quero levantar bem alto
a bandeira
do desespero.

Quero rir-me de ti
de mim
de todos nós.
Quero que os bandidos
chorem
a dor
e a vergonha
de o serem.

Quero dar pão
A quem tem fome
e dar água aos sedentos.
Quero dar amor
carinho
ternura
a quem vive só.

Quero sofrer com o presidiário
e sorrir feliz com os noivos.
Quero dar um lar aos órfãos
E trabalho a quem o procura.
Quero que todos os políticos
unam esforços
numa aliança firme
por um mundo melhor.

Quero acabar com o terrorismo
e as penas de morte.
Quero acabar com a fome
a poluição,
e a guerra.

Deixem-me ir para a rua
Deixem-me erguer bem alto
a minha bandeira.
E escrevam depois nos jornais
Que anda por aí à solta
Uma louca perigosa.


Elvira Carvalho 

in  "perdidamente" vol III páginas 179/180

1 comentário:

Cidália Ferreira disse...

Tão bonito!!

Beijos - Boa noite!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...