Bloquear botão direito do mouse: Bloquear seleção de texto: Bloquear tecla Ctrl+C/Ctrl+V: Bloquear arrastar e soltar:

domingo, 10 de junho de 2018

10 DE JUNHO DIA DE PORTUGAL, DE CAMÕES E DAS COMUNIDADES


                                                         


VENHO CONTAR-TE ESTRANGEIRO



Venho contar-te estrangeiro
do meu país
Portugal
Aos teus olhos tão estranhos vou mostrar-te,
as aldeias esquecidas do interior,
onde os campos raquíticos
 não dão pão.
Terras,só terras desertas,
sem escolas
sem homens,
que já se cansaram da fome
herdada
desde longínquas gerações.

Venho contar-te estrangeiro
do meu país
Portugal.
Aos teus olhos velados da cegueira,
das campanhas turísticas.
Aos teus olhos que erram pelas praias,
e cidades
banhadas pelo sol.
Venho contar-te estrangeiro
as horas de incerteza e de angústia,
vividas pelo meu povo
que outrora dominou os mares
e mais tarde pela fome,
foi por ele escravizado.
E...venho contar-te mais
desta terra onde nasci...
Onde os homens nasciam
viviam
e morriam
sem consciência de terem vivido.
Terra de homens-escravos.
Escravos do tempo
das máquinas
do dinheiro
até da própria Vida.

Venho contar-te estrangeiro
do meu país
Portugal.
Deste país que já não é, só de poetas
porque um dia,
um punhado de homens acordou
quebrou as amarras do medo e lutou.
Era Primavera e os cravos floriram.
Na terra dos homens-escravos,
a Revolução nasceu.

Hoje...
quando o desalento mata a esperança
quando os nossos filhos estão ausentes
procurando nas vossas terras
uma vida melhor.
E devorados pela saudade
nós envelhecemos solitários
segurando nas mãos as pétalas secas
dos cravos da nossa esperança.
Hoje... quando os políticos
 se esquecem dos sonhos,
reféns do poder,
escravos de escusos interesses.
Hoje...
Venho falar-te  estrangeiro,
Da minha raiva, do meu desalento.
Ah! como eu queria acordar este país
com a revolta que me rasga o peito
e gritar
EU QUERO UM PORTUGAL DIFERENTE
Para meus filhos e netos!


Elvira Carvalho


8 comentários:

Palavra-padrão disse...

Que palavras dolorosas, Elvira.
Mas percebo bem a revolta. Estamos a perder muita coisa com este espetáculo todo montado para os turistas...
Porém, sou uma otimista. Acredito que melhores dias virão e que a minha geração, e as próximas, lutarão por isso!

Bom domingo,

Daniela

Cidália Ferreira disse...

Bom dia!
Mais um bonito e interessante poema!! Amei!!

Especial ... Abraço, em ambiente embriagado. [BC - Poetizando...]

Beijos e um excelente Domingo

FILOSOFANDO NA VIDA Profª Lourdes Duarte disse...

Querida Elvira, uma bela homenagem ao seu lindo País! Homenagem sim porque quem ama também ver as falhas e deseja sempre o melhor. Amiga, estou por enquanto só com as postagens do Filosofando. Logo voltarei com os outros blogs. Quero lhe agradecer sua visita e suas palavras amiga. Obrigada! Seja sempre bem vinda!
Abraços

Majo Dutra disse...

Muito bem, muito bem!
Também foi essa a minha mensagem.
Aplaudo de pé.
Abraço
~~~

Evanir disse...

Estou passando para deixar um carinhoso
abraço também desejar uma semana linda
e abençoada.
Estou feliz em estar aqui nesse cantinho
tão especialpara mim.
Desejo dias lindos para você.
Beijos.
Evanir.

lua singular disse...

Oi Elvira,
No Brasil não foi e nem é diferente. Somos escravos e temos que sustentar marajás
Beijos
Lua Singular

lua singular disse...

Essa nossa eleiçao virou piada até eu criei uma:
Rico é rico e só come caviar e pobre come carne de segunda aos domingos para patrocinar sua mordomia.

Agora tem uma coisa justa:
A morte é para todos.
Beijos
Lua Singular

Hetero Doméstico disse...

Belas palavras de esperança para o nosso país :-)
Abraço

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...