sábado, 10 de dezembro de 2016

NATAL


             Foto Daqui


Natal

Meu querido Jesus:
Aqui estou neste sítio pobre
Nesta rua fria
Com as árvores vermelhas
A anunciar a tua chegada.
Os anjinhos de estrelas
Que vieram a meu lado
Quando eu estava sentado naquela rocha
Disseram-me que não chorasse
Porque teria umas calças vermelhas
E uma camisola de lã branca.
Mas só tenho os pés roxos
Os dedos não os sinto.
Se me deixasses uma caixa de fósforos
Para me aquecer
Ou me levasses nos braços para o céu
Como se fosse um farrapo de neve
Essa era a minha melhor prenda de Natal.

Maria Rosa Colaço in "A criança e a vida"

sábado, 3 de dezembro de 2016

POEMA DE NATAL



                                                 Ampliar para ler

Durante todo o mês, só irão aparecer aqui poemas de Natal.  De algumas poetisas que já fazem parte desta galeria, ou de outras, ou até de meninas na escola que serão talvez o futuro da poesia no feminino. Porque não sei se já se aperceberam, mas são poucas as poetisas consagradas que escrevem sobre o Natal. Basta fazer uma pesquisa, e encontramos um ou mais poemas de Natal de todos os poetas conhecidos. Mas e de poetisas? Muito pouco, na maioria nada. Será porque enquanto os homens o descrevem, as mulheres vivem-no? Que pensam vocês que me visitam?
Comecemos então com LUÍSA DUCLA SOARES

terça-feira, 22 de novembro de 2016

PIEDADE ARAÚJO SOL





O fogo dos pássaros

Escondi-me no voo das aves
- estou nua de mim –
.
e choro
o choro da água- o sal a escorrer
desabando no  voo das penas.
.
e embalo a raiva do fogo
nos cabelos de trigo – seco
que se confundem na cor
das areias.
.
deixo a nudez
a sobrevoar o medo
.
e um dia vou (sem mim)
(no fogo do desejo)
.
© Piedade Araújo Sol, 2010-03-13



Biografia : 

A autora está presente no mundo dos blogues, que poderão visitar e deliciarem-se com os seus mais recente poemas. AQUI

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...