Seguidores

quarta-feira, 26 de agosto de 2015

DOMITÍLLA DE CARVALHO


À beira- mar

É tarde. O sol poente esparge em sua estrada
                    Uns laivos purpurinos.
Ouve-se, muito longe, a plangente toada
                    Da musica dos sinos.

As ondas de esmeralda, arfando – a uma e uma  
                   Vêm na praia expirar.
Envolve-as de branco o manto seu de espuma,
                   De flocos de luar.

Em breve a meiga lua, e o fulgido cortejo
                   De estrelas pequeninas,
Surgirão a inundar n’um luminoso beijo
                   As águas cristalinas.

A vaga a marulhar repete docemente
                   Algum segredo ouvido…
Sinto que ela me diz, em sua voz dolente,
                   Um nome estremecido,

Quando o sol já se oculta e deixa em sua estrada
                   Uns laivos purpurinos,
E se ouve, lá ao longe, a plangente toada
                   Da musica dos sinos.




DOMITÍLLA DE CARVALHO




Biografia
Muito inteligente,  a poetisa impôs-se num mundo que era apenas de homens. Não esquecer que Domitila nasceu em 1871. Foi a primeira mulher a formar-se em Portugal. Corria o ano de 1894, quando com apenas 23 anos Domitilla se formou em Matemática na Universidade de Coimbra. Mas não se ficou por aqui. Um ano depois formava-se em Filosofia, e em 1904 forma-se em Medicina, numa altura em que existiam apenas 5 mulheres em Portugal a frequentar a universidade. AQUI
a biografia completa da poetisa.


quinta-feira, 30 de julho de 2015

MARIA AUGUSTA RIBEIRO

                                      Foto do jornal Expresso


Sem abrigo

Ficou ali
Debaixo de uma escada
Tirou dos sacos uma manta usada
Que estendeu no chão
Fez um ninho de cão
Com palha e farrapada
Cobriu-se com jornais
(Que até falavam dele
E outros tais
Pois cada vez há mais!)
Fez um docel
Com uma velha pele
Rafada
Encomendou-se ao Nada
E dormiu

A cidade, passando açodada
Não via nada
E a familia
Fingia que não o conhecia…

Ali ficou até anoitecer
Viriam as senhoras a oferecer
Sopinha quente e uma maçã
Só para confortar

E ele irá guardar
Em cada mão
Um pão
Para comer de manhã
Se acordar…
Maria Augusta Ribeiro

Biografia
Maria Augusta Ribeiro, é uma poetisa de Mirandela.  Tem quatro livros publicados e participações em antologias de poesia, como a de poesia contemporânea, "ENTRE O SONO E O SONHO" deste ano. Tem um blogue AQUI


sexta-feira, 22 de maio de 2015

terça-feira, 14 de abril de 2015

ANA DANIEL

QUERO


Quero o cinzeiro antigo
E a caixa de Pandora
E a cor de fumo do vestido que vesti
No dia em que fui contigo espreitar a hora…

Quero dar passos atrás, sorrindo de querer
Coisas sem sentido
Nos restos do tempo, nas sombras da hora…
Quero
Que os ramos sacudam na minha janela
Toadas de tudo, toadas de nada
Flor amarela da minha alvorada.

Quero pingos de amor
Migalhas confetti e chuvas de cor
Sem tempo contado…
Quero o despertar contigo a meu lado
Quero chuva, quero vento, quero sol
Trancada em fita de laço
Tão longe do mundo – só no teu abraço!

Ana Daniel




Biografia AQUI

segunda-feira, 9 de março de 2015

DÉBORA BELLENTANI




QUANDO VIER ME VISITAR...


Traga flores,
Muitas delas…
Porém, não me traga apenas flores:
Não se esqueça de juntar a elas
A beleza do seu sorriso,
A ternura do seu olhar,
A força do seu abraço.
O calor dos seus beijos…
Quando vier me visitar,
Traga flores,
Muitas delas…
Mas não esqueça de tirar-lhes
Os espinhos que machucam,
As folhas envelhecidas,
Os galhos secos,
As dores embutidas…
Quando vier me visitar,
Traga flores,
Muitas delas…
Perfumadas, coloridas, alegres:
Todas parecidas com você!
Quando vier me visitar,
Traga você por inteira…
As flores?
Nem sei se vai precisar!



Débora Bellentani


BIOGRAFIA
Débora Bellentani de Oliveira

Publicitária, jornalista, licenciada em Letras pela Faculdade de Filosofia Ciências e Letras de Sorocaba, Pós-Graduada em Propaganda pela Escola Superior de Propaganda e Marketing de São Paulo, Pós-Graduada em Administração de Marketing pela UNISO - Universidade de Sorocaba. Vencedora de vários concursos literários, participante em 8 livros de antologia, 3 deles pela Universidade de São Francisco (dois poemas em um deles - ed.1988), artigos e poemas publicados nos jornais Diário de Sorocaba e Cruzeiro do Sul, membro da Academia Sorocabana de Letras (Cadeira 21 - Rodrigues de Abreu).   Publicitária há 21 anos,atualmente é sócia da agência Bonsai Comunicação. Filha de Aldo Bellentani e Lázara Clarinda Bellentani. Nascida em Sorocaba, na Rua Bolívia, ali no Bairro Barcelona! Casada e mãe de três filhos.
Aconselho uma visita ao blogue da autora, aqui
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...