sábado, 24 de setembro de 2016

ISABEL FERREIRA




De Lírios

Sacudi madrugada
Quaamantdespeitada
S
uporteo sonho promíscuo

Palavras na lavra
Oc
ultdtuboca
Perdem-se nas paredes do tecorpo ...

despertar
U
m prometido





Biografia AQUI

segunda-feira, 29 de agosto de 2016

PATRÍCIA TENÓRIO



Detalhes (tão pequenos) de nós todos

Sou uma escritora
De aromas
Escrevente
De amores
Que tombam
Assim
Entre os meus braços
E caem
Assim
Sob os meus olhos
De amante da vida
Amante dos sonhos
Nos mínimos e mínimos detalhes


Biografia Daqui



Patricia (Gonçalves) Tenório escreve prosa e poesia desde 2004. Tem dez livros publicados, O major – eterno é o espírito (2005), As joaninhas não mentem (2006), Grãos (2007), A mulher pela metade (2009), Diálogos e D´Agostinho (2010), Como se Ícaro falasse (2012),  Fără nume/Sans nom (Ars Longa, Romênia, 2013), Vinte e um/Veintiuno (Mundi Book, Espanha, abril, 2016), e A menina do olho verde (livros físico e virtual, Recife e Porto Alegre, maio e junho, 2016), traduzido para o italiano por Alfredo Tagliavia, La bambina dagli occhi verdi, a ser publicado em setembro, 2016 pela editora IPOC – Italian Paths of Culture, de Milão.  Defendeu em 17 de setembro de 2015 a dissertação de mestrado em Teoria da Literatura, linha de pesquisa Intersemiose, na Universidade Federal de Pernambuco – UFPE, “O retrato de Dorian Gray, de Oscar Wilde: um romance indicial, agostiniano e prefigural”, com o anexo o ensaio romanceado O desaprendiz de estórias (Notas para uma Teoria da Ficção), sob a orientação da Profª Dra. Maria do Carmo de Siqueira Nino, a ser publicada em outubro, 2016 pela editora Omni Scriptum GmbH & Co. KG / Novas Edições Acadêmicas, Saarbrücken, Alemanha. 










sábado, 20 de agosto de 2016

MARÍLIA KUBOTA




ESTE SILÊNCIO

este silêncio
é pra ser ouvido
como quem ouve
um velho amigo

como quem
põe sentido

e repercute
o menor ruído

este silêncio
é pra ser ouvido
contra o motor do avião
e placas de Proibido

pra ser ouvido
como quem anda pra trás
e acha divertido
viver por um triz

este silêncio
é pra ser cortado
por um pé de vento
e súbito cair abatido.


Biografia :  Não encontrei no google, nenhuma biografia da autora que no entanto tem vários livros publicados e está nas redes sociais. 
"Que nasceu em Abril de 1964, é jornalista e mestre em Estudos  Literários pela UFPR.
 Desde 2005 orienta oficinas de criação literária. Colaborou com publicações literárias do Brasil, Argentina, Portugal, França e Turquia. Publicou os livros de poesia micropolis (2014), Esperando as Bárbaras (2012) e Selva de Sentidos (2008) e organizou a antologia Retratos Japoneses no Brasil (2010) "  Isto foi tudo o que encontrei sobre a autora.

sábado, 13 de agosto de 2016

EDUARDA DUVIVIER






SETE

Sete donzelas dançaram
sete espadas se cruzaram
no mar revolto crispado
sete homens naufragaram
no fogo ardente envolvente
sete serpentes nasceram
sete sóis se desmancharam
nas nuvens ruivas do ar.
Sete profetas falaram
segredos de amedrontar
sete arco-íris fizeram
sete voltas pelo ar
sete lábios me beijaram
sete vezes com ardor
sete mãos me agarraram
me desfolharam no amor
sete centauros vieram
sete vezes me buscar.

Eu fui sonhando, sonhando

nos sete braços do mar.



Biografia:  AQUI


LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...