Bloquear botão direito do mouse: Bloquear seleção de texto: Bloquear tecla Ctrl+C/Ctrl+V: Bloquear arrastar e soltar:

terça-feira, 27 de setembro de 2011

HELENA BANDEIRA


Reprodução do quadro "Guernica"  Foto retirada da net

A HUMANIDADE ESTÁ EMPOBRECENDO..

A lealdade do cão
vai directa para o seu dono.
Esse mesmo cão
luta com o independente gato
que persegue o esperto rato...
Sempre haverá lutas desiguais
entre todos os animais...
Poderá não estar à vista
um objectivo para a luta,
mas os instintos de disputa
em todos os casos são iguais.
No género humano não difere.
Por ínfimas diferenças,
geram-se desavenças...
Não interessa quem se fere!
Fomentam-se duras guerras
pela defesa de ideais ou de terras...
São lutas entre cidadãos,
entre homens, todos irmãos...
Disputas no seio das famílias
sem respeito, nem por homilias...
É a insânia
e a ganância.
É a incongruência
do ser definido por humano,
mas que muito tem de profano,
e que, por refinada inconsciência,
manifesta e exerce sem pejo
a sua ferocidade,
a sua perversidade,
sempre para isso urdindo ensejo...
É o homem contra o homem,
seu semelhante, seu igual,
insistindo com crueldade
em querelas vazias e desconexas,
por vezes sem termo e sem limite,
mas sempre cruéis e complexas.
É o homem, dito 'ser racional,'
que comete e desenvolve baixezas
com todo o à-vontade...
Que com grande naturalidade
desce a inomináveis profundezas
onde talvez não desça o 'irracional'!
O Homem nasceu para crescer.
Para seu corpo e espírito engrandecer
como um ser harmonioso e impoluto.
Mas neste mundo insano e corrupto
se muito cresce,
mais ainda desce...
O Homem que não se enobrece,
a própria Humanidade empobrece!
Porque desconhece a clemência,
desdenha da benevolência
e jamais cultivou o Amor!

Desvirtua o género humano
ao se tornar desumano...

ENVERGONHA E ATRAIÇOA
O SEU CRIADOR!...

biografia:

. A poetisa possui ainda um blog que poderão visitar Aqui

13 comentários:

Olinda Melo disse...

Ola, Elvira

Gostei muito de ler esta autora.

Este poema traz muitas verdades sobre o procedimento, muitas vezes, irracional do ser humano.

Fui ver a sua biografia e o seu blog.

Obrigada pela divulgação.

Bjo

Olinda

Sonhadora disse...

Minha querida

Gostei muito de ler este poema, muito forte e profundo.
Vou conhecer o blogue e deixo um beijinho.

Sonhadora

Isamar disse...

O homem tem , muitas vezes, um comportamento irracional e incompreensível. Gostei do poema e da sua autora.

Bem-hajas!

Beijinhos

Fernanda disse...

Amiga Elvira!

Não conheço nem poetisa nem o Blog da mesma.

Passarei lá.

Do poema digo apenas que tenho muita dificuldade em entender a palavra "racionalidade".
Sendo o que entendo, tenho a certeza que o Homem tornou-se no ser mais irracional à face da terra.

Beijinho

DE-PROPOSITO disse...

e jamais cultivou o Amor!
---------
Penso que nos tempos de hoje há mais 'AMOR' do que há um século atràs. Nesses tempos sim, não havia 'justiça' para o humilde. Ele não era considerado um ser humano.
------
Felicidades

lua prateada disse...

Quanta verdade amiga...
Beijinho para ti

SOL

Severa Cabral(escritora) disse...

Minha querida!
Estou passando por aqui para agradecer suas gentis palavras no blog da nossa amiga Isa...não nos conhecemos mas deixo meu convite para visitares meu cantinho,se gostares deixa teu rastro para saber que passastes por lá.
Bjsssssssssss de gratidão!

severaescritora.blogspot.com

Vieira Calado disse...

Um serena reflecção

sobre o comportamento humano!

Beijinho para si!

lis disse...

Gosto muito de conhecer novos autores ,um poema que trata das sequelas que alguns sentimentos podem ocasionar.
Há de ter Amor ! sem ele todas as coisas e pessoas se degeneram.
Obrigada , vou lá ver o blog da Helena Bandeira.
abraços Elvira

lis disse...

Gosto muito de conhecer novos autores ,um poema que trata das sequelas que alguns sentimentos podem ocasionar.
Há de ter Amor ! sem ele todas as coisas e pessoas se degeneram.
Obrigada , vou lá ver o blog da Helena Bandeira.
abraços Elvira

Lu Cavichioli disse...

Oi Elvira, vim retribuir e agradecer tua visita no Escritos na Memória. Obrigada em compartilhar meu sonho em Paris.

Gostei da poesia de caráter social. Eu não conhecia essa autora e vou ler mais a respeiro.

Te sigo
até breve
saudações da terra brasilis aos irmãos (nossos) portugueses.

bjs querida e boa semana

Ana Martins disse...

Elvira, boa tarde!
Este poema é uma critica profunda à sociedade dos nossos dias, à falta de valores e de sensibilidade, à ausência de amor pelo próximo. Há que reflectir sobre isto, e pensar nas nossas crianças e nos valores que lhes estamos a deixar escapar.

Beijinho,
Ana Martins

Evanir disse...

Meu Anjo.
Deus abençoe sua semana
sou sempre grata pelo seu carinho.
No momento quase não estou conseguindo fazer visitas.
Porém tenho você no meu coração e pensamento.
Estarei tentando deixar meu carinho também,
parabenizar pelas postagens lindas que leio na sua postagem.
Um beijo no coração .
Já com saudades e muitas.
Evanir

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...