Bloquear botão direito do mouse: Bloquear seleção de texto: Bloquear tecla Ctrl+C/Ctrl+V: Bloquear arrastar e soltar:

segunda-feira, 3 de outubro de 2011

LAURA LIMEIRA



A PONTE


Chegamos atrasados para o espetáculo do por-do-sol.
Aquele amarelo-ouro já ía sumindo com o seu brilho
enquanto a noite descia, negra, sobre “a ponte”.
Diante daquele mar barulhento, de águas azuis,
ficamos a admirar o horizonte longínqüo…
Alí, abraçados a namorar, fomos assistidos pela natureza
e permanecemos na cumplicidade mágica daquele
tapete de madeira e ferro, por um tempo inesquecível…
A brisa fresca acariciando a nossa pele;
O vento forte soprando nos meus cabelos;
O navio ao longe, naufragado…
Gente que ía e vinha, a passeio…
Casais que ora beijavam-se, ora davam-se às mãos e
entregavam-se em abraços carinhosos;
O barulho das ondas quebrando nas pedras…
Ah, quantas saudades que sinto de tudo…
Do por-do-sol que não vimos;
De tudo o mais que poderíamos ter vivido e não vivemos;
Da quentura das tuas mãos a segurar as minhas;
Dos nossos beijos ardentes, prolongados, apaixonados;
Saudades, só saudades…
Da tua essência em mim que se impregnou;
Desse amor sem tempo nem idade;
Dessa certeza que me deste de ser tão amada;
De enxergar em nós tamanha igualdade;
Saudades do estar contigo…
Simplesmente!


Biografia  
Pernambucana do Recife, nasceu a 28 de Dezembro de 1950 .   Aqui    poderão encontrar a poetisa e alguma da sua obra.
Espero que vos agrade

 

14 comentários:

Sonhadora disse...

Minha querida

adoro visitar este espaço, porque encontro sempre aqui a sensibilidade e beleza de belas palavras de poesia.

Deixo um beijinho com carinho
Sonhadora

lis disse...

Oi Elvira
As pontes são passagens de partidas e regressos.Une e separa.
Gosto do poema .
Obrigada da partilha e da generosidade com amigos poetas.
meu abraço e
um bom dia

Agulheta disse...

Amiga Elvira:logo pela foto nos deixa a curiosidade dos encontros,aqui li os amores que sempre gostam de caminhar de mão dada,pela ponte,caminho da vida,e da esperança também.
Fica o meu abraço de amizade

Olinda Melo disse...

Que saudades...

'De tudo o mais que podíamos ter vivido e não vivemos...'

Penso que de todas as saudades esta das que mais doem.

Gostei muito desta poetisa.


Beijo

Olinda

Ângela Coelho disse...

Um poema muito lindo! A palavra ponte nos traz lembranças de partidas e chegadas. Muitas saudades de coisas que não chegaram a ser vividas.
Beijos.

Evanir disse...

Lindo poema .
Na verdade te digo amiga tenho certeza que Portugal é um Pais poético e já nascem a fazer poesia.
Feliz final de semana beijos.
Evanir

Legis disse...

Me tocou.
Sinto muita saudade de um tempo que me sentia tão sensível assim.
Saudades de um amor que vivi, que inventei, que mistifiquei...

Lindo texto, obrigada por compartilhá-lo.
Bom ler coisas assim.
bjo

Emíliana disse...

Não só agradou como me emocionou,assim como o conto que deixastes no 4 por 4.Forte,intenso,e verdadeiro.Obrigada querida.Estou no seu rastro,quero te convidar para o 4 por 4 da semana que vem.Topa?Se for sim,me mande teu e-mail que te mando o tema e te explico tudo em detalhe ok?Bjka e bom fim de semana

HENRY disse...

Olá Elvira.
passando para desejar continuação de um otimo Domingo.
Ao olhar aqui essa ponte, lembrei que amanha vou voltar á rotina das viagens de Lisboa à Moita, onde trabalho. Amo passar o Tejo, ver toda azafama dos barcos no seu navegar. Ver o nascer do Sol no meio do Rio Tejo é algo de maravilhoso e lindo...
No entanto, hoje é Domingo, Dia que aproveito para descansar. Faz parte do meu ritual de descanso, visitar os blogs que leio e sigo.
Os seus cantinhos São de um qualidade muito boa, que esquadrinho e faz meu dia de descanso com mais qualidade.
Continua a nos presentear com essa qualidade, Elvira.

Abraços e beijos fraternos, querida.
Tudo de bom para voce.

Severa Cabral(escritora) disse...

Bom domingo minha amiga querida e amada!
Estou agui para te convidar a passar no meu blog que hj tem assunto de sobra,kkkkk,só para conhecer minha história de vida que se encontra no ping pong da Emiliana Vaz:
http://historiasdeemilia.blogspot.com

Severa Cabral(escritora) disse...

Bom dia linda e querida amiga fiel!
Vim agradecer os elogios que depositastes sobre a minha pessoa lá no blog da Emíliana e no meu blog tbm.Fiquei tão emocionada que falar de agradecimento é muito pouco.Mas se eu falar de gratidão com certeza minha alma se iluminarar de amor,e eu poderei clarear a alma de muita gente...
Grata querida pelas palavras lindas!
Nem sei se sou tudo aquilo que vc deixou escrito,mas irei tentar atingir um pouco,para ver se chego mais perto dos amigos.
bjsssssssssssssssss

JPD disse...

Excelente, Elvira.

(Recomecei a editar no Guizo)

Bjs

Lu Cavichioli disse...

Oi Elvira, poesia recheada de imagens e muito lirismo.

Tudo que é natureza sempre nos acalenta e aos poetas inspira, pois não?
Obrigada por nos apresentar poema e poeta de grande valor como esta.

Obrigada pelas visitas aos meus blogs!
Boa tarde e ótima semana
beijos

Evanir disse...

Hoje minha visita é para anunciar
uma novo circulo de minha vida.
Continuarei com as homenagens
que é a razão do blog (A VIAGEM)
A imagem escolhida por mim no novo visual
tem tudo a ver com o futuro, não só do blog,
mas da surpresa que a qualquer
momento será anuciada no blog.
Hoje sou parte da vida de cada
pessoa amiga e tão amada por mim,
também sou membro do Clube dos Novos Autores.
Com muita alegria convido você a paricitipar com
todos nós do clube também.
Minha Viagem prossegue amando e acarinhando todas
minhas lindas amizades.

Deixando um pedido muito importante para mim.
Eu não estou deixando vocês ,
E sim, entrarei na casa de cada um de vocês.
Conto com o carinho de sempre em meu blog,

Esteja comigo como sempre estiveram
Deus estara com você e comigo.
Segure nas mãos de Deus e na minha e vamos nessa
Deus já abençoou.
Com carinho.
Um feliz final de semana beijos.
Evanir

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...