Bloquear botão direito do mouse: Bloquear seleção de texto: Bloquear tecla Ctrl+C/Ctrl+V: Bloquear arrastar e soltar:

quinta-feira, 14 de junho de 2018

MARIA HELENA AMARO







BONECA DE TRAPOS

Minha boneca de trapos
Feita de muitos trapinhos...
Minha boneca de trapos
De pernitas de madeira
De olhos pintados de Azul
De cabelos de cordel
De vestidinhos de chita
Com lacinhos cor de rosa
Minha boneca de trapos
Com saiotes de papel...

Eras feia, muito feia
Pobrezita e andrajosa
Mas o brinquedo mais belo
Da minha infância ditosa!


Maria Helena Amaro
In, «Maria Mãe», 1973



Biografia.  AQUI

OU  AQUI

5 comentários:

Cidália Ferreira disse...

Adorei, muito bom!!:)

beijos

Manu disse...

Muito bonito este poema sobre a boneca de trapos.
Voltei à minha infância e recordei uma que tive.

Abraço Elvira

lua singular disse...

Oi Elvira
Eu queo uma bonequinha dessa
Lindinha
Beijoa
Lua Singular

Hetero Doméstico disse...

Não beleza igual entre as bonecas... :-)
Abraço

Maria Rodrigues disse...

Maravilhoso poema.
Também recordo com ternura os brinquedos da minha infância.
Bom domingo
Beijinhos
Maria
Divagar Sobre Tudo um Pouco

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...