Bloquear botão direito do mouse: Bloquear seleção de texto: Bloquear tecla Ctrl+C/Ctrl+V: Bloquear arrastar e soltar:

terça-feira, 18 de março de 2014

YVETTE K. CENTENO



MULHER

Quando o ventre é o mar
quando o ventre é a água
salgada
numa boca
quando o ventre é a fonte
quando o ventre é a forca




 A autora tem 3 blogues. Os endereços estão no site da Câmara Municipal da Póvoa de Varzim onde poderão ler também a sua biografia.       AQUI

6 comentários:

✿ chica disse...

Beleza de poema!! Inspiração com mar,sempre me agrada! beijos,lindo dia! chica

Bell disse...

A natureza e a mulher duas perfeitas criações de Deus.

bjokas =)

MARILENE disse...

Que lindo, Elvira! Vou xeretar os blogs dela. Bjs.

Bruxa disse...

Oi Elvira!
Vim deixar meu carinho e desejar um lindo dia!
Abração.

LUZ disse...

Olá estimada Elvira!

Como estão?

Já visualizei, e estive, inclusive, a ler algumas passagens, nos blogues indicados, desta escritora, e ali há cultura densa, MUITA.

Quanto ao poema, que é breve, mas explícito, a autora vê a mulher, como "paraíso" e como "inferno". Tem, razão, é isso que sucede, quase sempre.

Beijos para todos, e para a Nita, em especial.

Amanhã, DIA MUNDIAL DA POESIA, penso publicar no "Luzes e Luares".

Duarte disse...

Curto, mas belo.
Beijinhos para ti

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...