Bloquear botão direito do mouse: Bloquear seleção de texto: Bloquear tecla Ctrl+C/Ctrl+V: Bloquear arrastar e soltar:

sábado, 30 de janeiro de 2010

MARQUESA DE ALORNA


SONETO

Eu cantarei um dia da tristeza
por uns termos tão ternos e saudosos,
que deixem aos alegres invejosos
de chorarem o mal que lhes não pesa.

Abrandarei das penhas a dureza,
exalando suspiros tão queixosos,
que jamais os rochedos cavernosos
os repitam da mesma natureza.

Serras, penhascos, troncos, arvoredos,
ave, ponte, montanha, flor, corrente,
comigo hão-de chorar de amor enredos.

Mas ah! que adoro uma alma que não sente!
Guarda, Amor, os teus pérfidos segredos,
que eu derramo os meus ais inutilmente.

Marquesa de Alorna

Biografia
Escritora portuguesa. Leonor de Almeida Lorena e Lencastre, 4.ª marquesa de Alorna, é uma das mais notáveis vozes do pré-romantismo em Portugal. Neta, por parte da mãe, dos marqueses de Távora, executados pela justiça do marquês de Pombal devido ao seu envolvimento numa conspiração contra o rei D. José I, é, em 1758, enclausurada no Convento de Chelas, de onde é libertada dezanove anos depois, em 1777, após a queda política do marquês. No entanto, a sua prolongada reclusão é o principal motivo para a esmerada formação literária e científica que recebe. Leituras de Rousseau, Voltaire, da Enciclopédia de Diderot e d'Alembert, abrem o seu espírito vivo e inquieto às ideias do iluminismo francês. Casa com o conde de Ovenhausen, oficial alemão que viaja pela Europa, do qual fica viúva aos 43 anos. Apesar das dificuldades económicas que a viuvez lhe acarreta, a sua residência transforma-se num foco de ebulição cultural, onde se debatem as novas ideias políticas e também as novas correntes estéticas e literárias. Bocage e Alexandre Herculano, em períodos diferentes, são dois dos frequentadores do seu salão. Sob o nome árcade de Alcipe trabalha em traduções do latim (a Arte Poética, de Horácio, por exemplo), do alemão (textos de Christoph Wieland), do inglês (o Ensaio sobre a Crítica, de Alexander Pope) e do francês (textos de Lamartine), cultiva a epistolografia (Cartas a Uma Filha Que Vai Casar) e escreve poesia. Recreações Botânicas, poema em seis cantos dedicado às «Senhoras Portuguesas», prenuncia já o sentimentalismo romântico que avassalará a literatura anos mais tarde. A sua poesia está reunida nos seis volumes das Obras Poéticas da Marquesa de Alorna (1844).

Biografia da net

5 comentários:

FERNANDA & POEMAS disse...

QUERIDA ELVIRA, ADOREI CONHECER A BIOGRAFIA DA TALENTOSA MARQUESA DE ALORNA...!
O SONETO, O MEU GÉNERO PREFERIDO GOSTEI... VOTOS DE BOM DOMINGO...
ABRAÇOS DE ENORME CARINHO,
FERNANDINHA

Clecilene Carvalho disse...

Olá Elvira!

Espero que tenha boas noticias sobre tua mãe.

Que Deus abençõe tua familia.

Lindas palavras... é muito bom saber sobre quem é o autor das palavras que nos chamam atenção.

Fernanda disse...

Amiga Elvira,

Já há muito que nada sei de si, nem da sua mãe. Espero que tudo esteja bem, dentro do possível.

Sabe que não conhecia nada da Marquesa de Alorna, excepto o nome???

Obrigada por me ter dado a conhecer a sua bela poesia.

Abraço amigo,

日月神教-任我行 disse...

走光,色遊戲,情色自拍,kk俱樂部,好玩遊戲,免費遊戲,貼圖區,好玩遊戲區,中部人聊天室,情色視訊聊天室,聊天室ut,成人遊戲,免費成人影片,成人光碟,情色遊戲,情色a片,情色網,性愛自拍,美女寫真,亂倫,戀愛ING,免費視訊聊天,視訊聊天,成人短片,美女交友,美女遊戲,18禁,三級片,自拍,後宮電影院,85cc,免費影片,線上遊戲,色情遊戲,日本a片,美女,成人圖片區,avdvd,色情遊戲,情色貼圖,女優,偷拍,情色視訊,愛情小說,85cc成人片,成人貼圖站,成人論壇,080聊天室,080苗栗人聊天室,免費a片,視訊美女,視訊做愛,免費視訊,伊莉討論區,sogo論壇,台灣論壇,plus論壇,維克斯論壇,聊天室

Anónimo disse...

Boa tarde!
Adorei visitar o seu blog. Vou recorrer a si, para me ensinar por favor, como colocar o contador de visitas Get FEEDJIT...amiga já o criei, só q me foi parar ao facebook e não ao meu blog.Gostava imenso de o colocar no meu blog para saber quem me visita.Vou deixar nome do meu blog e meu endereço. Blog= http://Desabafosdemulhermadura.blogspot.com - correio electrónico = Desabafosdemulhermadura@gmail.com
Fico esperando resposta e tb a sua visita ao meu cantinho de desabafos.Deixo um beijinho amigo

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...