Bloquear botão direito do mouse: Bloquear seleção de texto: Bloquear tecla Ctrl+C/Ctrl+V: Bloquear arrastar e soltar:

sábado, 6 de junho de 2009

ODETE COSTA SEMEDO

Bafatá , vista do rio Geba. Foto daqui


Poemar é amar o mar
Poemar é revestir o ser
Com o próprio pensamento
É trazer à superfície
O subconsciente
É ser vidente
É ser viandante
É amar a dor
E dar calor
Ao frio da noite.
Poemar é dar prazer ao ser
É estar contente
Por poder amar
E poemar é amor
Poemar é amar
Quando ao luar
O mar e a mente se entrelaçam
Quando a dor e o calor se confundem...
Poemar é amor
É amar
É mar
E é dor também

Biografia
Maria Odete da Costa Semedo nasceu em Bissau, a 7 de Novembro de 1959. Aos 18 anos iniciou as suas actividades como professora. Licenciou-se em Línguas e Literaturas Modernas (Estudos Portugueses) pela Faculdade de Ciências Sociais e Humanas da Universidade Nova de Lisboa (1989/1990). Assumiu, ao regressar à Guiné-Bissau, a Coordenação Nacional do Projecto de Língua Portuguesa no Ensino Secundário, financiada pela Fundação Gulbenkian. Foi Directora da Escola Normal Superior Tchico-Té; exerceu ali ao mesmo tempo suas actividades de professora. A partir de 1995 passou a desempenhar as funções de Directora Geral do Ensino. Foi Presidente da Comissão Nacional para a UNESCO - Bissau. Assumiu as funções de Ministra da Saúde e de Ministra da Cultura. Doutorou-se em Letras pela PUC Minas, Brasil.

Traduziu para crioulo o guião do filme Olhos Azuis de Yonta do cineasta Flora Gomes e participou na rodagem do mesmo filme como assistente de realização.

Participou na Anthologie de Literatures Francophones de l'Afrique de l'Ouest, Éditions Nathan, Paris, 1994.

Foi co-fundadora e é membro do Conselho de Redacção da Tcholona, Revista de Letras, Artes e Cultura.

Tem divulgado contos e poemas em jornais e revistas nacionais e estrangeiras.

1996 - livro de poemas Entre o Ser e o Amar, em Bissau.

2003 - Histórias e passadas que ouvi contar e No Fundo do Canto (edições portuguesas)

2006 - organizou a exposição Falas di Panus, em PUC Minas, onde se doutorou.


Biografia daqui

7 comentários:

FERNANDA & POEMAS disse...

QUERIDA ELVIRA, GOSTEI MUITO DA TUA ESCOLHA, NÃO CONHECIA... ALÉM DE TODA A BIOGRAFIA, A POESIA É LINDA... GOSTEI MUITO AMIGA!!!
ABRAÇO-TE COM CARINHO,
FERNANDINHA

Isamar disse...

Não conhecia esta poeta, Elvira. E gostei! Mais uma, de entre muitas , que tens acrescentado ao meu conhecimento.

Bem-hajas!

Beijinhos

Sonia Schmorantz disse...

"Conte a sua história ao vento,
Cante aos mares para os muitos marujos;
cujos olhos são faróis sujos e sem brilho.
Escreva no asfalto com sangue,
Grite bem alto a sua história antes que ela seja varrida na manhã seguinte pelos garis.
Abra seu peito em direção dos canhões,
Suba nos tanques de Pequim,
Derrube os muros de Berlim,
Destrua as catedrais de Paris.
Defenda a sua palavra,
A vida não vale nada se você não
viver uma boa história pra contar."
(Pedro Bial)

Na impossibilidade de entrar em detalhes, como eu gostaria imensamente como todos amigos que tenho, venho trazer um pouco de poesia e desejar que seu domingo, sua nova semana seja de mil cores, que tenhas muitas alegrias!

Um abraço

Sônia

Maria Clarinda disse...

Mais uma vez...obrigada pela partilha, adorei o poema e por saber mais sobre a sua autora.
Jinhos grandes

MENSAGENS AO VENTO disse...

_____________________________________


Minha doce amiga... Obrigada pelo belo poema!


Beijos de luz e o meu especial carinho...


Zélia( Mundo Azul)

_______________________________

Sonia Schmorantz disse...

Amigos são poemas…
Os verdadeiros amigos são a poesia da vida.
Eles enchem nossos dias de cores, rimas e risos,
nos seguram a mão quando caminhar parece difícil.
Mostram que mesmo em dias nublados o sol está no mesmo lugar,
e nos ensinam que a chuva pode ser uma canção de ninar
nas noites solitárias e vazias.

Um abraço em mais este final de semana, que tudo lhe
Seja bom...

leo disse...

e bom saber que pessoas fazem isso para mina tia

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...