Bloquear botão direito do mouse: Bloquear seleção de texto: Bloquear tecla Ctrl+C/Ctrl+V: Bloquear arrastar e soltar:

Seguidores

terça-feira, 26 de janeiro de 2021

MARIA MANUELA MARGARIDO







Memória da Ilha do Príncipe


Mãe, tu pegavas charroco
nas águas das ribeiras
a caminho da praia.
Teus cabelos eram lemba-lembas
agora distantes e saudosas,
mas teu rosto escuro
desce sobre mim.
Teu rosto, liliácea
irrompendo entre o cacau,
perfumando com a sua sombra
o instante em que te descubro
no fundo das bocas graves.
Tua mão cor-de-laranja
oscila no céu de zinco
e fixa a saudade
com uns grandes olhos taciturnos.

(No sonho do Pico as mangas percorrem a órbita lenta
das orações dos ocás e todas as feiticeiras desertam
a caminho do mal, entre a doçura das palmas).

Na varanda de marapião
os veios da madeira guardam
a marca dos teus pés leves
e lentos e suaves e próximos.
E ambas nos lançamos
nas grandes flores de ébano
que crescem na água cálida
das vozes clarividentes
enchendo a nossa África
com sua mágica profecia.



- Maria Manuela Margarido, no livro "

Alto como o silêncio". Lisboa: Publicações Europa-América, 1957.



AQUI
a sua biografia

11 comentários:

" R y k @ r d o " disse...


Intenso, profundo, ternura de poema. Gostei muito.
.
Um domingo feliz
Cuide-se
.
Pensamentos e Devaneios Poéticos
.

Maria Rodrigues disse...

Um poema lindo pleno de sentires, saudades e amor.
Obrigado pela partilha, desconhecia a poetisa.
Beijinhos

São disse...

Que pena só conhecer Cabo Verde...

Beijinho e bom resto de domingo, amiga

MARILENE disse...

Nada havia lido antes de sua autoria. Memórias lindamente delineadas nesse poema. Bjs.

Cidália Ferreira disse...

Uma partilha simplesmente bela! :)

*
Sou a alma da minha força.
*
Beijo. Bom final de tarde, de Domingo

Siby disse...



Hermoso y profundo, lleno de
sentimientos, que me ha encantado
apreciar.

Besitos dulces

Siby

Graça Pires disse...

Um poema cheio de afectuosas memórias e muita sensibilidade. Maria Manuela Margarido. Não conheço a poesia desta poeta. Gostei muito de a ler aqui. Obrigada Amiga.
Uma boa semana com muita saúde.
Um beijo.

HD disse...

Memórias intensas de um magnífico continente... :-)
Abraço e muita saúde!

lua singular disse...

Oi Elvira

Uma linda digna de uma ótima poetisa
Gostei demais
Beijos no coração
Lua Singular

Fê blue bird disse...

Que lindo !
Um poema recheado de vivências com o vocabulário próprio da sua terra e da qual, apesar de distante, quase os senti e vivi.

Beijinho Elvira.

Meulen disse...

Descubro un gran poema que,denota historia y gratitud a parte de,belleza poética.

Saludos cordiales.