Bloquear botão direito do mouse: Bloquear seleção de texto: Bloquear tecla Ctrl+C/Ctrl+V: Bloquear arrastar e soltar:

Seguidores

quarta-feira, 6 de novembro de 2019

SOPHIA DE MELLO BREYNER ANDRESEN

                                  
MAR

Mar, metade da minha alma é feita de maresia
Pois é pela mesma inquietação e nostalgia,
Que há no vasto clamor da maré cheia,
Que nunca nenhum bem me satisfez.
E é porque as tuas ondas desfeitas pela areia
Mais fortes se levantam outra vez,
Que após cada queda caminho para a vida,
Por uma nova ilusão entontecida.

E se vou dizendo aos astros o meu mal
É porque também tu revoltado e teatral
Fazes soar a tua dor pelas alturas.
E se antes de tudo odeio e fujo
O que é impuro, profano e sujo,
É só porque as tuas ondas são puras.



 6 de Novembro de 1919
No centenário do seu nascimento, o mar que ela tanto amou


16 comentários:

Roselia Bezerra disse...

Boa noite de paz, querida amiga Elvira!
Sabia que iria postar e falei na Ailime hoje sobre voce no post dela em honra a poetisa.
Tenha uma noite no balanco do mar em calmaria.
Bjm carinhoso e fraterno de paz e bem

HD disse...

Que belo poema da nossa maior poetisa... :-)

Olinda Melo disse...


Um poema de Sophia que não me canso de ler. Traz-me a nostalgia dos espaços
abertos e a linha do horizonte, um mistério para mim.

Beijo

Olinda

Ailime disse...

Boa noite Elvira,
Belíssimo poema de Sophia.
Magnífica homenagem.
Beijinhos,
Ailime

Majo Dutra disse...

O mar também me diz muito, talvez por isso,

este poema tem o poder de sempre me maravilhar.

Abraço, Elvira.
~~~



silvioafonso disse...

Muito lindo, meu amor.
Um beijo por isso e...
por aquilo (visita, de-
licadeza e carinho)

Donetzka Cercck L. Alvarez disse...

QUE POEMA LINDO E A POETA TAMBÉM.

ADORO O MAR E ME IDENTIFIQUEI IMEDIATAMENTE.


BEIJOS E FELIZ NOITE,AMIGA.


DONETZKA

lua singular disse...

Oi Elvira
Adorei a partilha
Lindo poema
Beijos no coração
Lua Singular

Isamar disse...

Lindíssimo poema da Sophia.
Beijinhos

Jorge Sader Filho disse...

Encanta sempre, querida amiga Elvira!
Beijo carinhoso.
Jorge

Daniela Silva disse...

Como eu adoro essa mulher!

Beijinho no coração
danielasilva-oficial.blogspot.pt

Micaela Santos disse...

Que belo poema!

Eu sou dos Açores, vivo à beira mar e muitas vezes sinto essa nostalgia!
Adoro o mar!

Um beijinho

CÉU disse...

Olá, estimada Elvira!

Não consigo comentar a poesia desta senhora poetisa, mas sei que fala quase sempre do mar, que a mim nada me diz, e de uma tristeza e agonia, que não entendo. Enfim, lá teria as suas razões.

E comemorou-se, neste dia, o centenário do seu nascimento.

Beijos e boa semana.

Maria Rodrigues disse...

Uma partilha preciosa.
É sempre um imenso prazer ler este belíssimo poema.
Beijinhos
Maria

" R y k @ r d o " disse...

Bom dia:- Bonita homenagem a uma poetisa de eleição. Poema muito bonito
.
^^^ Mulher em pétalas de amor ^^^
.
Que a felicidade resida em seu coração.

Tais Luso disse...

Gosto muito dessa poetisa, de sua obra, bonita homenagem no seu centenário!
Beijo, Elvira!