Bloquear botão direito do mouse: Bloquear seleção de texto: Bloquear tecla Ctrl+C/Ctrl+V: Bloquear arrastar e soltar:

Seguidores

quarta-feira, 12 de junho de 2019

SOPHIA DE MELLO BREYNER ANDRESEN - AS ROSAS

 Continuamos com Poemas de Sophia de Mello Breyner Andresen


As rosas


Quando à noite desfolho e trinco as rosas
É como se prendesse entre os meus dentes
Todo o luar das noites transparentes,
Todo o fulgor das tardes luminosas,
O vento bailador das Primaveras,
A doçura amarga dos poentes,
E a exaltação de todas as esperas.



Sophia de Mello Breyner Andresen,
in "Obra Poética", Ed Caminho, Lisboa, 2010

16 comentários:

Roselia Bezerra disse...

Boa noite de paz, querida amiga Elvira!
Bonita escolha e imagem ilustrativa!
Tenho lido sobre a poeta em alguns blogs e gosto.
Tenha dias alegres!
Bjm carinhoso e fraterno de paz e bem

Tais Luso disse...

Nossa! Achei maravilhoso esse poema, Elvira!
Aplausos pela tua escolha!
Beijo, uma ótima semana.

Donetzka Cercck L. Alvarez disse...

Que bela poesia, amiga Elvira.

Amo esse seu espaço porque me faz conhecer novas poetas.Metáforas lindas e imagem.

Obrigada pela visita e já postei outro novo ,hoje,dia 11 e junho.

Beijos sabor carinho e uma noite de quarta_feira abençoada

Donetzka

Os olhares da Gracinha! disse...

Sempre uma bela escolha... Bj

chica disse...

Mais uma maravilhosa poesia aqui trazida! beijos, lindo dia! chica

Olinda Melo disse...


Olá, Elvira

Bela iniciativa de continuar a homenagear, aqui,
Sophia de Mello Breyner Andresen.

Bjs

Olinda

Bell disse...

Adorei!!

bjokas =)

Evanir disse...

Boa Noite .
O tempo foi passando ainda sem recuperar
totalmente dos problemas mais com esforço
e fé poderei chegar onde eu parei.
Agradeço a Deus por ter amizade tão sincera
que tanto significa para mim .
Em algum lugar desse mundo tenho
amizade que poço contar para sempre.
Aqui deixo um afetuoso abraço.
Saudades....Evanir.
Estou levando as mesmas palavras por onde passar
é uma mensagem que estou a deixar com
cada um de vcs que tenho no coração bem guardados.

© Piedade Araújo Sol disse...

Elvira

Uma escolha excelente!

Sophia de Mello Breyner Andresen, dispensa apresentações, eu gosto de tudo o que leio dela.

beijinhos

:)

lua singular disse...


Oi Elvira,

Adorei a poesia
Tudo o que é bom deve ser divulgado.
Beijos
Lua Singular

Isamar disse...

E continua muitíssimo bem.
Mais uma linda poesia!
Beijinhos

Maria Rodrigues disse...

Uma escolha perfeita, este poema é maravilhoso.
Bom domingo
Beijinhos
Maria
Divagar Sobre Tudo um Pouco

Zilani Célia disse...

Oi Elvira!

Que poema lindo amiga.
Abrçs

Manuel Veiga disse...

"exaltação de todas as esperas" - "roubo-lhe" este verso.
julgo que, nem minha amiga, nem Sofia se irão importar !


abraço, amiga Elvira

Ailime disse...

Boa noite Elvira,
Outro belo momento de genuína poesia.
Grata.
Beijinhos,
Ailime

Erika Oliveira disse...

Este é um poema muito delicado.