Bloquear botão direito do mouse: Bloquear seleção de texto: Bloquear tecla Ctrl+C/Ctrl+V: Bloquear arrastar e soltar:

segunda-feira, 13 de março de 2017

CINCO LÁGRIMAS POR ALEPO


Quase meia centena de autores portugueses, juntaram-se para publicar um livro, cuja receita reverte integralmente para a UNICEF, a fim de minorar o sofrimento das crianças de Alepo.

Dele vos deixo um poema


Mil sóis, mil sorrisos

Os olhos rasos de mar
Sobre imagens transidas
De fome e sede e frio e medo.
E o medo, raízes,
Zinco ferro vidro,
A lâmina, a dor, o sangue,
E tudo o que em silêncio dizes.

A noite em que envelheço,
Apertando nos braços as sombras
Que reconheço
De crianças outrora felizes.

Encher cada lágrima imensa
De sementes de trigo e de paz.
E na terra árida da indiferença
Ver nascer sentença assaz
Que conceda aos campos lisos
Abertos, outra vez
Mil sóis
Mil sorrisos


Lídia Borges


Junto informação para quem queira adquirir o livro


ADQUIRIR O LIVRO
Dados para compra do livro “Cinco Lágrimas por Alepo” e envio por correio
a) Valor a transferir €13 (custo do livro €10 + correio €3)
b) Fazer a transferência para IBAN: PT50 0269 0346 00206260932 04;
c) Enviar o comprovativo por correio electrónico (agc@dep.uminho.pt) ou por mensagem, indicando o titular da conta de onde foi pago
d) Enviar a morada completa para envio por e-mail ou mensagem.
Obrigado.




8 comentários:

Mar Arável disse...

A solidariedade não tem fronteiras
Belo o poema da Lidia

Cidália Ferreira disse...

Gostei muito de ler

Beijinhos

✿ chica disse...

Bela iniciativa e adoro os poemas da Lídia! bjs, às duas,chica

Isa Sá disse...

Uma boa iniciativa.

Isabel Sá
Brilhos da Moda

Francisco Manuel Carrajola Oliveira disse...

Uma iniciativa solidária pelo drama que se vive em Alepo, principalmente o sofrimento de muitas crianças.
Um abraço e boa semana.

Andarilhar
Dedais de Francisco e Idalisa
Livros-Autografados

Tais Luso disse...

Belo poema! Porém muito triste, não poderia ser de outra forma. Que gente sofrida, que mundo sofrido!
Beijo, Elvira, linda postagem da poeta.
Uma feliz semana, amiga.

Isabel Mendes disse...

Gostei imenso.
Parabéns pela iniciativa.

Beijinhos

CÉU disse...

Olá, querida Elvira!

Alepo está na ordem do dia e isso entende-se mto bem, mesmo sem se saber mto da História daquele povo. O sofrimento, aquele, seja para quem for é sempre tirânico e desumano.

O poema, tem muitos sóis e muitos sorrisos. Que isso, acalente, ao menos, a parte psicológica de quem sobre.

O livro, mais uma chamada de atenção e colaboração do mundo nesta causa.

Beijos e bom fim de semana.

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...