Bloquear botão direito do mouse: Bloquear seleção de texto: Bloquear tecla Ctrl+C/Ctrl+V: Bloquear arrastar e soltar:

terça-feira, 2 de dezembro de 2014

SONHANDO O NATAL




Sonhando o Natal




Se eu pudesse…
Por um dia ser o bom velhinho
Mensageiro de Deus repartindo carinho
Com certeza
Exterminaria a pobreza
Caminharia por todas as favelas,
Adentraria às vielas,
Levando alegria,
Secando lágrimas,
Matando a fome que mata,
Transformando míseros barracos
Em lares decentes
Num gesto de amor!
Levaria o sonhado presente
Entregaria a cada criança
Triste, sem esperança,
Rosto pálido,
Sonhos murchos
Como a flor que não vingou
No árido chão
No descaso do próprio torrão.
Construiria escolas decentes
Preencheria o vazio latente
De cada coração!
Estenderia a mão em amizade
Conferindo solidariedade,
Segurança num futuro melhor,
Uma auto-estima maior.
Ofereceria educação
E com uma varinha de condão
Extinguiria a violência,
Transformaria balas perdidas
Em rosas, miosótis, hortênsias…
Dando cor ao negro da dor!

As favelas seriam imensos jardins,

As casas iluminadas,
Cirandas nas calçadas
Amor aproximando os afins…

Em cada uma delas

Substituiria as vazias panelas
Por uma substancial ceia de natal
Pois afinal
Num mundo tão desigual
Todos têm os mesmos direitos…
Merecem o mesmo respeito…
Têm o direito de serem felizes
Sonhando em matizes!

Mas como não sou o bom velhinho

Não sou mágico, nem adivinho…
Peço ao mundo perdão
Por só alcançar com minha pequena mão
Aos que estão próximos a mim.


Carmen Vervloet


AQUI  o blogue da autora


Durante todo este mês vou tentar postar poemas de Natal.



13 comentários:

✿ chica disse...

Muito lindo esse poema e é uma época a ser festejada ,até com poesias! bjs,chica

Santa Cruz disse...

Elvira: Muito belo esse poema adorei ler parabéns.
Beijos
Santa Cruz

Vanuza Pantaleão disse...

Pois é, querida Elvira, não temos esse poder imediato de transformar o mundo que, por sinal, anda tão complicado, triste e faminto, mas acredito que o nosso simples desejo de mudança já pode ser o começo para tudo.
Seu poema é sensível e humanístico.
Obrigada pela visita e um beijo carinhoso!!!

Bell disse...

Lindo!!
Fazer o bem é sempre sinonimo de amor.

bjokas =)

Olinda Melo disse...


Tão bom ler estas palavras, especialmente nesta quadra natalícia. E, como o diz o poeta "Natal é quando um homem quiser". Tenhamos dentro de nós e nos nossos actos a essência deste poema durante todos os dias do ano.

Obrigada, Elvira, por nos ter este trazido este poema.

Bj

Olinda

Pérola disse...

Como seria bom um mundo onde se concretizassem tais desejos.

Beijinhos

Maria Rodrigues disse...

Um poema maravilhoso que transmite o espirito do Natal, o amor ao próximo.
Beijinhos
Maria

Amatista Amatista disse...

Versos hermosos,un gusto leerlos,saludos

Zilani Célia disse...

OI ELVIRA!
LENDO E ACHANDO LINDO.
BELA POSTAGEM. ABRÇS
http://zilanicelia.blogspot.com.br/

Duarte disse...

Gosto de tudo aquilo que me aproxima ao SER, e o Natal de hoje já não. Mas que não esmoreça o espirito participativo para um mundo melhor.
Abraços de vida

Amizade disse...

Olá Elvira,

Muito bonito este poema de Natal.

Desejamos que passes um Natal muito feliz com muita saúde, amor e paz e que o ano de 2015 te traga muita felicidade e transforme os teus sonhos em realidade.

Seguindo a máxima “Ano Novo, Vida Nova”, informamos que o Farol vai sofrer algumas mudanças já a partir do próximo mês de Janeiro. Assim, aproveitamos para te convidar a participar no desafio com o qual em 2015 iniciaremos essa mudança.

Beijinhos e abraços dos amigos,

Argos, Tétis e Poseidón

Maria Rodrigues disse...

Minha amiga passando para deixar um beijinho.
Maria

Bruxa disse...

Nossa! Que belo poema vc escolheu, amei!
Mas acredito que tocando os que estão próximos a nós, já estamos plantando a boa semente e ela se espalhará.
Abração minha querida e um ano de bênçãos e vitórias pra vc e todos os seus.

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...