Bloquear botão direito do mouse: Bloquear seleção de texto: Bloquear tecla Ctrl+C/Ctrl+V: Bloquear arrastar e soltar:

segunda-feira, 8 de dezembro de 2008

BLOGAGEM COLECTIVA - FLORBELA ESPANCA



TARDE DE MAIS...

Quando chegaste enfim, para te ver
Abriu-se a noite em mágico luar;
E para o som de teus passos conhecer
Pôs-se o silêncio, em volta, a escutar...

Chegaste, enfim! Milagre de endoidar!
Viu-se nessa hora o que não pode ser:
Em plena noite, a noite iluminar
E as pedras do caminho florescer!

Beijando a areia de oiro dos desertos
Procurara-te em vão! Braços abertos,
Pés nus, olhos a rir, a boca em flor!

E há cem anos que eu era nova e linda!...
E a minha boca morta grita ainda:
Por que chegaste tarde, ó meu Amor?!...

Florbela Espanca

Poet(is)a alentejana, fez o liceu em Évora, e frequentou Direito em Lisboa, Casou-se duas vezes e foi precursora, com Irene Lisboa, do movimento de afirmação e emancipação literária da mulher.


Se quiser ler uma biografia mais completa, encontra uma biografia completa num post de Maio passado, neste mesmo blog.

6 comentários:

Sonia Regly disse...

Elvira!!!!
Adorei a poesia, também postei sobre a Florbela Espanca. É bom que vamos crescendo, conhecendo novas poetisas e novas poesias. Beijão

Valter Montani disse...

Oi Elvira,

Parabéns pela escolha.

Eu fiz uma loucura, como eu amo Florbela postei 36 escritos, um para cada ano de sua vida.
Achas que fiz mal?

bjs

saudações poéticas!

FERNANDA & POEMAS disse...

Olá querida Elvira...

Maravilhoso Soneto, de homenagem á nossa grande Poetisa Forbela Espanca... Ficou maravilhosa Amiga... Também estou participando na blogagem colectiva em;

Fernanda & Poemas

Fernananda55.blogspot.com

Beijinhos de carinho e ternura,
Fernandinha

Sophiamar disse...

Há quanto tempo aqui não vinha, amiga! E gosto tanto de poesia! O ultra-romantismo de Florbela, presente nos seus poemas, comove-me sempre até às lágrimas. Se Fernando Pessoa dizia que o poeta era um fingidor, Florbela provou que nem sempre assim é.

Bem-hajas, Elvira! Beijinhos

Claudia Madureira disse...

Olá Elvira,

Passei por aqui para saber se está tudo bem contigo e para te desejar uma boa semana.
Beijinhos

Valter Montani disse...

Elvira,

Eu não conheço Alda Lara, pelo menos até você me falar sobre ela. Dei uma busca no google e recebi a informação que ela viveu entre:

(Benguela, em 9.6.1930 - Cambambe, 30.1.1962 )

vou dar uma lida nos textos dela, depois lhe digo qual foi a minha impressão, bjs

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...