Bloquear botão direito do mouse: Bloquear seleção de texto: Bloquear tecla Ctrl+C/Ctrl+V: Bloquear arrastar e soltar:

quarta-feira, 1 de junho de 2011

1 DE JUNHO---- DIA DA CRIANÇA ---SANDRA MAMEDE



  SER CRIANÇA
Ser criança
Não é somente ter pouca idade
E sim esquecer a idade física
A nossa verdadeira idade está na mente
É o que se sente.

Ser criança
É perseguir a felicidade
Sem se importar com a idade.

É esquecer um pouco das responsabilidades
Sem contudo ser irresponsável.

É viver intensamente o presente
Não viver condicionado ao futuro
Nem ruminando o passado

É amar intensamente
E viver essa paixão sem precedentes

É sempre sorrir
Sempre estar aberto para o novo

Ser criança
É nascer de novo a cada dia...



 Sandra Mamede




 Biografia  Daqui


Sandra Maria Mamede Farias é a única filha, de uma família de sete, que não foi registrada com nome árabe. Sandra Mamede (como prefere ser chamada), nasceu e foi criada em Salvador, "Cidade linda e bela que amo muito", e encontrou o equilíbrio entre uma educação rígida e rigorosa por parte do pai e um pouco mais liberal por parte da mãe.

Na época de sua infância, foi muito incentivada pelo pai a ler os famosos gibis... "Hoje posso afirmar com segurança que me ajudaram muito na leitura e na escrita". Sandra lê tudo o que lhe cai nas mãos, mas tem seus escritores preferidos: Sidney Sheldon, Dostoiévski, João Ubaldo Ribeiro, Jorge Amado, Eça de Queiros e qualquer outro bom autor. "Em minha vida, Jesus está em primeiro lugar, pois 'O' aceitei como único Senhor e Salvador da minha vida".
Romântica por natureza, Sandra ainda acredita no amor, aquele amor total, intenso e sincero. "Sempre me perguntam se vivo aquilo que escrevo ou se escrevo aquilo que vivo... bem... escrevo tudo o que sinto, o que percebo, o que vejo... lembranças, fantasias, sentimentos, sonhos, desejos, decepções, acho particularmente que o poeta escreve o que lhe sai das entranhas, e além de colocar a minha alma em tudo o que escrevo, também escrevo sobre o que observo a minha volta, crio personagens... e nessa hora não é Sandra a protagonista, é sim a poeta escrevendo, vivendo e passando através do seu "eu poético".
Sandra tem 49 anos, é professora de português, francês e literatura num colégio público estadual de Salvador, e gosta muito de sua profissão: "Hoje podemos afirmar sem sombra de dúvida que é mais um sacerdócio do que um meio de sobrevivência". Gosta muito de música romântica brasileira, francesa e italiana, gosta de cinema, praia, mar, a natureza de um modo geral. Enfim... quem é Sandra Mamede? Em suas próprias palavras: "Sou 'humana' e principalmente sou 'mulher'!"

4 comentários:

DE-PROPOSITO disse...

Ser criança
É perseguir a felicidade
--------
Aparentemente as crianças são felizes, mesmo na infelicidade.
-------
Tudo de bom por aí.
Manuel

Valter Montani disse...

Elvira

Olá tudo bem?

Tenho um selo Sunshine Awards te esperando aqui:
http://galeriadopoeta.blogspot.com/2011/06/selos-sunshine-award.html

Estarei em férias apartir de 02/07
volto em agosto, bjs!

Valter Montani

Fernanda disse...

Olá Elvira!

Trouxeram-me cá as suas palavras no Paulo.
Felizmente que o tempo das grandes tormentas já se foi...
Fico feliz por si!

Deixo-lhe um poema de alguém que admira tanto quanto eu.

Sentimentos

Esta noite mal dormi
E quando não se dorme
O tempo passa devagar.
Escutamos os sons da noite,
A voz do vento,
O remar do pensamento
E o dia tão devagar.

Confundem-se os sentimentos
Numa dualidade constante.
A dictomia entre o que parece bem
E o que é de bem,
Fundem-se no breu da noite
Deixando-nos à deriva
Sem barco, nem velaÕu timoneiro licenciado.

Ou surgem
Como árvores plantadas
Esteticamente amimadas
Em quadrículas definidas.
Mas o vento aoarece como um furacão
Desanimando o belo
Lançando, de novo
O pánico, a desordem, a confusão.

Os sentimentos
Morrem de pé como as árvores.
E mesmo depois da morte
Agitam bandeiras,
De recordações.
São sulcos cavados
São frestas de luz
No tempo e no templo
De cada um de nós.

No momento que sucumbem,
A terra estremece de espanto
E eu, como por encanto
Vou deixando por cada canto
Pedaços de mim.

Maria José Areal in Pedaços de Mim

Abraço

Amanda Lemos disse...

Gostei bastante do Blog.
Muito interessante !

É bom ver a cada dia que passa mais originalidade nessa "blogosfera". :)

Deixo o meu aqui caso queira dar uma olhada, seguir..;
http://bolgdoano.blogspot.com/

Muito Obrigada, desde já !

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...