Bloquear botão direito do mouse: Bloquear seleção de texto: Bloquear tecla Ctrl+C/Ctrl+V: Bloquear arrastar e soltar:

domingo, 4 de outubro de 2009

AMÁLIA RODRIGUES



foto DAQUI

LÁGRIMA
Cheia de penas
Cheia de penas me deito
E com mais penas
Com mais penas me levanto
No meu peito
Já me ficou no meu peito
Este jeito
O jeito de te querer tanto

Desespero
Tenho por meu desespero
Dentro de mim
Dentro de mim um castigo
Não te quero
Eu digo que não te quero
E de noite
De noite sonho contigo

Se considero
Que um dia hei-de morrer
No desespero
Que tenho de te não ver
Estendo o meu xaile
Estendo o meu xaile no chão
Estendo o meu xaile
E deixo-me adormecer

Se eu soubesse
Se eu soubesse que morrendo
Tu me havias
Tu me havias de chorar
Uma lágrima
Por uma lágrima tua
Que alegria
Me deixaria matar

Amália Rodrigues

Biografia
Amália da Piedade Rodrigues nasceu em 1920, em Lisboa, filha de pais naturais da Beira Baixa. A data certa do nascimento é desconhecida: em documentos oficiais nasceu a 23 de Julho, mas Amália sempre considerou que nasceu no primeiro dia desse mês. Educada pela avó, cantou pela primeira vez em público em 1929 numa festa da Escola Primária da Tapada da Ajuda, que frequentava. Mais tarde trabalhou como bordadeira. Em 1933, empregou-se numa fábrica de bolos e rebuçados em Lisboa e dois anos mais tarde, com a irmã Celeste, trabalhou numa loja de souvenirs no Cais da Rocha, acompanhada pela mãe, vendedora de fruta. Poderá encontrar uma biografia completa AQUI



A fazer 10 anos do seu desaparecimento, esta é a minha homenagem a essa grande senhora que para além de cantar como os deuses também escreveu belos poemas.

8 comentários:

Sonia Schmorantz disse...

Uma linda homenagem, Elvira!
beijo, ótima semana para ti

Fernanda disse...

Amiga Elvira,

Parabéns pela escolha,
Todas as honenagens à divã são poucas.

Abraço

São disse...

Eis o exemplo de uma mulher que soube dar autenticidade ao que cantou.

Junto-me à homenagem.

Um abraço, amiga.

Carlos Albuquerque disse...

Olá, amiga Elvira.
Vim hoje conhecer este seu blog. Gosto.
Associo-me à sua homenagem a Amália.
Um abraço

Deusa Odoyá disse...

Olá minha linda.
uma bela e justa homenagem a essa grande mulher.
Parabéns, por essa iniciativa de elogiar suas amigas.
Uma semana recheada de muita paz, luz e amor.
Beijinhos doces de sua amiga do aldo de cá.
Regina Coeli.

Osvaldo disse...

Cara Elvira;

É sempre bom homenagear pessoas que nos marcaram em nossas vidas e se alguém merece homenagens vindas do povo, esse alguém sem dívida que é Amália. Digo é, porque alguém que tanto marcou com a sua voz e seua sentimentos de grande artista, esse alguém não morre ou melhor dizendo, não são dez anos de ausência que apagam sua memória.

parabéns Elvira.

Osvaldo

Helena Teixeira disse...

Olá Elvira!
Vi o seu trabalho em estanho,a moldura muito na moda :) e decidi vir ver este seu blogue de poesia que ainda nao tinha visto.
Linda e saudosa Homenagem á uma grande Mulher: Amália :)

Jocas gordas e bom fim-de-semana
Lena
da Aldeia

P.S.:a blogagem de outubro começa amanhã.Amigos/as estão a concorrer.Espreite ;)

WB disse...

Os jovens também cantam Amália, sinal de que continua viva:

http://www.youtube.com/watch?v=XJ2qO2ayIfo

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...