Bloquear botão direito do mouse: Bloquear seleção de texto: Bloquear tecla Ctrl+C/Ctrl+V: Bloquear arrastar e soltar:

terça-feira, 17 de janeiro de 2012

CARMO VASCONCELOS

Guernica



HOJE COMO ONTEM...
(Poemas em tempo de guerra) 


 

Hoje os rios correm vermelhados de vergonha,
plúmbeos os céus, envergam traje de ímpar dor,
na atmosfera gaseifica-se o estertor,
poeira de sangue sem limite que se oponha.
 
É uma barbárie turbulenta que regressa,
a insanidade da feroz Roma de Nero,
 a arena ignóbil do bestial exemplo fero,
a demoníaca atrocidade, ira pregressa.
 
Qual a que à morte condenou natos varões,
pra aniquilar a voz do Cristo Redentor,
chegado ao Mundo pra pregar a paz e o amor,
mote enjeitado por Herodes e vilões.
 
 A mesma que, ímpia, conduziu à Inquisição,
injustamente, os desafectos, fés avessas,
e fez rolar na guilhotina mil cabeças,
sem vacilar um só momento em compaixão. 
 
Hoje, motivos e razões tão divergentes,
vestem de igual a guerra, em sangue mergulhada,
 e capitula a Paz, às mãos da malfadada
carnificina que dizima os inocentes.
 
Novo Dilúvio venha à Terra! E que extermine
os vis demónios que a ambição trazem aos pés,
e nos devolva o Mundo, tal o que Deus fez,
um Mundo Novo que a violência recrimine!
 
CARMO VASCONCELOS


Biografia

A autora possui vários blogues na net.. Neles encontrarão não só os seus muitos poemas como a própria biografia.
Para a conhecerem melhor visitem Varanda das Estrelícias
Aqui encontrarão não só a biografia da autora como ainda links para os seus outros blogues.

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...