Bloquear botão direito do mouse: Bloquear seleção de texto: Bloquear tecla Ctrl+C/Ctrl+V: Bloquear arrastar e soltar:

Seguidores

sexta-feira, 14 de fevereiro de 2020

FELIZ DIA DOS NAMORADOS


Aqui, eu e o meu namorado há mais de 50 anos

E aqui os mesmos personagens há uns 5 anos.


E de seguida um dos primeiros poemas que escrevi inspirada pelo amor que nos une


POEMA DO NOSSO AMOR NASCIDO

Ainda me recordo do tempo de solidão
quando na estação do meu desejo
embarquei ao encontro de ti.
Era Primavera? Não. Era ainda Inverno.
Mas o tempo não contava. Era um montão
de horas encerradas
na penitenciária do passado.
E foi justamente nessa altura
que te encontrei.
Trazias a noite agonizante
em teus cabelos,
enquanto nos teus olhos dourados
raiava a aurora.
Nunca te tinha visto e no entanto
soube logo que eras tu. No teu sorriso
- branco malmequer que desfolhaste,
me perdi. Com a força do desespero
que agoniza em silêncio,
o nosso amor nasceu. Depois...
bem, depois, não estava previsto
-mas aconteceu...a maçã do saber
adormeceu em nós.
A cidade, o rio, as gentes,
a vida e até a própria morte
deixaram de nos importar.
Há alguma coisa mais importante que
um homem e uma mulher que se amam?...
Lembras-te? Era o tempo dos beijos
a saber a pôr-do-sol,
das madrugadas amanhecendo
nos sorrisos sem palavras.
Era o tempo em que os nossos corpos,
prenhes de Amor, cavalgavam
pelas montanhas da Ilusão.

Elvira Carvalho



in Antologia de poesia "Entre o sono e o sonho"  Chiado Editora


Feliz dia para todos vós.

19 comentários:

chica disse...

Adorei as fotos e o poema retrata bem o amor! Felicidades aos dois nesse dia! bjs, chica

Olinda Melo disse...


Que belo par de namorados!
Agora e há 50 anos...
Os meus parabéns.
O poema é lindíssimo.

Beijo

Olinda

Isamar disse...

Que lindo casal, emana amor, companheirismo e cumplicidade!
O poema é maravilhoso, muito bem escrito, adorei!
Feliz Dia dos Namorados ♥
Beijinhos

Manuel Veiga disse...

muito bem, um poema encantador.
e uma vida de encanto(s)...

abraço, minha amiga

Manu disse...

Que lindo e comovente poema que é a expressão máxima do amor que vos une.
Que continuem assim por muitos anos.

Abraço Elvira

O meu pensamento viaja disse...

O amor está no ar. Beijinhos

Megy Maia disse...

Que lindo minha linda.
Que o vosso amor perdure no sempre e infinitamente.
Sorrisos de felicidade.
Megy Maia

Ana Tapadas disse...

Parabéns por esse amor. E também pelo lindo poema.

Beijinho

Marta Vinhais disse...

Um poema cheio de amor.... uma vida cheia...
Obrigada pela visita
Beijos e abraços
Marta

Nal Pontes disse...

Linda postagem. Parabéns pela linda poesia e o lindo compartilhar de amor. Bjs querida

© Piedade Araújo Sol disse...

Que BOnito!
Gostei das fotos e do poema feito com tanto amor e carinho.
Beijinhos
:)

silvioafonso disse...

Em algum lugar você falou nos seus netos.
Talvez tivesse falado nos netos de todo
mundo o que faz de você a vovó que todos
gostariam de ter, como eu tive. Muito
obrigado por comentar, onde quer que tenha
comentado, para falar da família. Eu te
respeito, te honro e te amo, Dona Elvira,
minha amiga querida.

HD disse...

Tão apaixonados *_*

Ulisses de Carvalho disse...

Oi, Elvira. Belo poema de palavras apaixonadas, é bonito ver esse amor, felizmente há no mundo esse tipo de encontro duradouro e sincero. Um abraço.

lua singular disse...

Oi Elvira,

Meu primeiro casamento não foi por amor, queria me ver livre da minha tia quem me criou,fiquei apenas quinze anos com ele, morreu do coração. Ele adorava nosso garotinho que adotamos, hoje um homenzarrão super inteligente e bom.
Mas o amor me bateu à porta e senti que ele seria o amor da minha vida.
Ele era bravo e impus minhas regras: eu sou uma mulher direita e quero respeito, se souber de algo a separação é iminente.
Foi bom nos apaixonamos e nos casamos, fizemos um contrato de união estável no cartório e no outro dia foi na igreja. Parecia que a cidade inteira estava na igreja. Gastei uma fortuna. Hoje ele cuida de mim.
Deus faz as coisas exatamente perfeitas. Somos felizes os três.
Adorei seu poema
Beijos
Lua Singular

lua singular disse...


Desculpa Elvira:
Voltamos para o interior
Beijos
Lua Singular

Maria Rodrigues disse...

Um poema pleno de amor, em sintonia com as vossas lindas fotos.
Que a vida lhes sorria sempre.
Beijinhos

Tais Luso disse...

Que belo poema e que linda trilha do amor, Elvira!
Sejam felizes para sempre!
Beijo

Majo Dutra disse...

Como éramos lindos!!
Parabéns pela poesia, um belo canto de amor verídico.
Ótima postagem.
Abraço amigo.
~~~~