Bloquear botão direito do mouse: Bloquear seleção de texto: Bloquear tecla Ctrl+C/Ctrl+V: Bloquear arrastar e soltar:

sábado, 19 de maio de 2012

LUZ

foto da net

E PONTO FINAL

Sou uma espécie de gueixa, com mel nos lábios rosados
que dança em volta de ti como borboletinha luxuriante
num desejo cego, ledo, que te domina e que te alucina. 
Audaciosamente bela, elegante, sensual, deslumbrante
sou misto de fada do  lar, com toques de dama de cama  
completa, exuberante, requintada, provocante, divina. 

O meu encanto, a minha sedução paralisam-te a mente
e fragilizam e enfraquecem o teu coração desidratado.  
Delírios, feitiços e fantasias de mulher dócil, diferente
alimentam o teu peito terno, já rendido e hipnotizado.
Eu mando em ti, e tu, humildemente, apenas obedeces
e nos lençóis terás o prémio ou o castigo, que mereces.

Quero-te servir, sentir, porque tu pagas um alto preço.
Quero arder nos teus amplos, fortes e  famintos braços
afogar-me na tua saliva, que se entrelaça com a minha 
observar o eclipse que há no céu da tua paulatina boca
saborear o morango tolerante e impaciente para ceder 
e meu senhor, meu deus, estou pronta para te receber.

A minha língua percorrerá, só, as veredas do teu corpo 
escandalosamente apetecíveis, desmedidas e proibidas.
Rebola-te e esfrega-te em mim, na minha pele morena
e dá-te ao luxo de gozar, degustando, todas as delícias.
Perturba-me o sono, rouba o pouco juízo que me resta
e embrulha-me na magia das tuas inebriantes  carícias.

Gosto do que é imoral, do que não se pode ter e fazer
por isso, vou abrir-me para ti, assim, de corpo inteiro
como cratera de vulcão e lava tórrida para se libertar
como uva sumarenta, docinha e deliciosa  para chupar.
Quero-te sem limites, sem hora combinada, sem lugar
só te cabendo uma tarefa, a qual nem te vou explicar.

Mostrar-te-ei tudo o que este véu translúcido esconde.
As minhas partes brancas e os sinais nunca devassados
a beleza e a forma roliça e generosa das minhas ancas
pois o teu corpo assume, e eu cedo ao pecado original
porque tudo em ti é frémito, loucura, transcendental
e, ponto final!


Luz

Desta vez trouxe-vos de novo uma poetisa, que descobri à pouco na pesquisa que de vez em quando faço pelos blogues.  Mulher forte e apaixonada, escreve aquilo que muitos chamam de prosa poética, eu chamo-lhe simplesmente poesia, de forte conteúdo erótico, utilizando o pseudónimo de Luz. E tem razão porque neste tipo de escrita, não há muitos que se aventurem, e o façam tão bem como ela, pelo que sim ela é a Luz inspiradora para quem se quiser aventurar. A Autora tem um blogue como atrás referi. Podem visitá-la AQUI

domingo, 6 de maio de 2012

6 DE MAIO. DIA DA MÃE.




Hoje dia da Mãe, eu como filha que já não pode dar um abraço à minha mãe, ofereço a todas as mães que por aqui passarem estas flores, com um pedido de perdão, pelos sonhos que não concretizaram, para realizar os nossos, pelas lágrimas que derramaram, para secar as nossas, pelas noites que não dormiram para velar o nosso sono. E um enorme obrigado por nos terem trazido ao mundo, e por estarem sempre presentes quando delas precisamos.Até ao último suspiro de suas vidas.
 Desejando que tenham um dia feliz deixo-vos com um poema
 
Ser Mãe

Deixei a natureza transformar-me
Com todas suas leis
Tive o prazer de sentir um bebê no meu ventre
Chorei na maternidade,
Troquei fralda,
Passei noites acordada,
Desfrutei a sensação de amamentar,
Ensinei a comer,
Ensinei a andar,
Chorei no primeiro dia de escolinha
Talvez tenha deixado algumas pessoas de lado,
Talvez não tivesse tempo para dar atenção para as amigas
Pode ser que me relaxei um pouco com minha aparência
Ou quem sabe não tive nem tempo para pensar nisso
Pode ser que deixei alguns projetos pela metade
Ou talvez porque não conciliava com meu horário familiar
Momento algum joguei nada para o alto
Na verdade segurei com as duas mãos
Tudo o que vi cair do céu
Porém permiti
A mão de Deus me tocar
Para ser uma verdadeira mãe

MARA CHAN

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...