Bloquear botão direito do mouse: Bloquear seleção de texto: Bloquear tecla Ctrl+C/Ctrl+V: Bloquear arrastar e soltar:

quarta-feira, 25 de abril de 2012

MARIA DA LUZ COLAÇO

Vinte cinco de Abril

Quando o avô era jovem
E teu pai era menino,
Portugal amordaçado
Pelo regime fascista,
Via seus filhos partir
E muitos já não voltavam,
Uns emigrando por fome,
Outros pela guerra tragados.
Ninguém podia falar
Ninguém podia dizer
Que não queria ir p’ra guerra,
Que não queria combater.
Angola é nossa ,gritava ,
Bem alto a velha Emissora,
Combater nossos irmãos,
De pele diferente na cor,
Mas a alma, essa sim
Jorrava sangue vermelho,
Tal e qual na mesma dor...
Fartos de tanto lutar,
Fartos de tanta traição,
Resolveram os soldados ,
Dizer basta...dizer não.

E surge o 25 de Abril,
O Abril das mil flores,
Dos cravos, dos malmequeres,
Das papoilas reluzentes,
Das searas ondulantes ,
Dos portugueses valentes!...

Uma alegria imensa
Varreu o meu País de norte a sul,
A noite escura deu lugar
Ao céu azul,
O povo saiu à rua,
Abriu as portas da prisão
De par em par
E gritou alto a sorrir:
Somos livres,
Somos gente,
Queremos viver em verdade
25 de Abril sempre
Sempre ,sempre LIBERDADE!...

25/04/1998
Maria da Luz Colaço
Há muito que queria trazer para esta galeria esta poetisa. Esperava o lançamento do seu livro para o fazer. Porém hoje ao ler este poema decidi que devia publicá-lo ainda que o livro não tenha sido publicado e que eu não possua a sua biografia.  Oxalá vos agrade tanto quanto a mim

segunda-feira, 16 de abril de 2012

ANA CRISTINA POZZA

 foto da net



À IMENSIDÃO AZUL 


Num instante,

Como num passe de mágica,
Estamos frente à imensidão azul do mar,
Andando juntos,
De mãos atadas,
Com intervalos de beijos selados,
Nos lábios e no coração...!

Como na magia de um belo sonho,

Torno-me inteira como tu és
E ainda continuo sendo eu
Oferecendo-lhe o meu coração...
Tu confundes o teu corpo com o meu
Num entrelace de vida e de paixão...!

Há o mar,

a areia,
os morros,
o sol...
E há
nós
dois.

Cerramos os olhos

E a chuva cai...
Pingos incessantes que nos fazem
Ser Água,
ser Desejo,
ser Amor...

Nos amamos com sofreguidão

E somos um só
Na alma,
no corpo,
no coração...

Quando eu me perco

Me encontro no teu olhar
Para logo me perder no teu tocar...!

Olhos nos olhos,

Boca com boca,
Pele com pele
Corpo no corpo!

A água do mar,

Os pingos dançando
E nós dois apaixonados a nos amar..


Ana Cristina Pozza

 
 
 
Biografia; Por mais que procurasse na net, não consegui encontrar nenhuma biografia de Ana Cristina Pozza, muito embora tenha encontrado muitos poemas.


0196 - Profissão: Mulher (Ana C. Pozza)

domingo, 1 de abril de 2012

SOFIA BARROS

É hoje dia 15 de Abril pelas 15 horas, em Lisboa, Campo Grande, o lançamento deste livro.
Se mora em Lisboa, ou nos arredores e tem um tempinho livre vá até lá.
 





Mais um livro de poesia, está saindo para o mercado.  Deixo o convite para todos que morem em Lisboa ou arredores. Não deixem de ir ao lançamento. Vão ver que com diz a canção "Vai valer a pena"
Deixo-vos um poema da autora, e também o link do seu blogue
SAUDADE
Saudade da tua pele na minha pele,
Bailado sedento de corpos inebriados
Esgotados de tanto saborear esse mel,
Licor de amantes embriagados.



Saudade do teu calor no meu calor,
Mãos dadas num brinde de harmonia,
Das tantas vezes em que, mais que amor,
O que fizemos foi pura poesia.



Saudade da tua vida na minha vida,
Do reencontro ansiado e intenso,
Quando me aninhavas nos braços, despida

E o tempo parava, por nós suspenso.



DESEJO-VOS UMA FELIZ PÁSCOA.

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...