Bloquear botão direito do mouse: Bloquear seleção de texto: Bloquear tecla Ctrl+C/Ctrl+V: Bloquear arrastar e soltar:

segunda-feira, 22 de março de 2010

CRISTIANE NEDER




Foto de Arias Rizo

DITA DURA

Dita
o progresso,
dura
o retrocesso.

Dita
palavras,
duras
pancadas.

Dita
educação,
dura
analfabetização.

Dita
riqueza,
dura
pobreza.

Dita
ao homem,
dura
o consome.

Dita
tudo,
dura
nada.

Cristiane Neder

BIOGRAFIA

Cristiane Neder , nascida na Cidade de Santo André - SP, Brasil, em 18 de agosto de 1969 . Formou -se em Colegial Técnico em Propaganda e Publicidade em 1989 no CSJT , fez graduação em Comunicação Social em Rádio e Televisão na Universidade São Judas Tadeu , formando -se em 1994 . Faz atualmente Mestrado em Comunicação Social na Escola de Comunicação e Artes da USP em Cinema , Rádio e Televisão - CTR , com a orientação do Prof. Dr. Marcelo Tassara .
Escritora e poeta , publicou em 1992 o seu primeiro livro Revolution, por Massao Ohno Editor . No ano de 1996 é convidada a participar da publicação Agenda da Tribo, agenda polêmica de um grupo de anarquistas que é vendida e distribuida por todo Brasil, com pedaços de letras de músicas e poesias . Seus poemas configuraram ao lado de escritos talentosos de e de artistas como Caetano Veloso, Renato Russo e Chacal nesta agenda . Participou da Antologia Literária : Vento A Favor , publicada em 1997 pela Realistas Editora .
Começou escrevendo cedo já com seus 12 anos de idade e começa a trabalhar como colaboradora de matérias, artigos e crônicas em vários jornais aos 14 anos , passando a escrever no Jornal da Zona Leste . Daí para frente não parou mais de escrever nos mais diversos jornais : Expressão da Liberdade, O Central, O Dia de São Paulo, Espaço 10 de Matão, O Democrata de Piracicaba .
Escreveu e publicou poesias em jornais especializados só em literatura também : Tal e Qual de Porto Alegre, Verso e Reverso , D. O Leitura , O Nicolau, e e o mais recente O Carioca e no Jornal da OMLD - Organização Mundial de Lusos e Descendentes , onde também é Vice - presidente de Cultura da entidade, nomeada em 1996 , e deu aulas de literatura no Curso : O Mar Como Mensageiro da Palavra, curso criado por ela , no qual se preocupou em fazer um estudo comparado entre a literatura Brasileira e Portuguesa e como se deu o processo de difusão das duas .
Colaborou com alguns artigos acadêmicos na Revista Integração do Centro de Pesquisa da Universidade São Judas, e participou de seminários na mesma universidade. Além dos seus trabalhos já comentados é autora de uma série de poesias feitas ao Vinho Forestier, trabalho publicitário que foi publicado em no Jornal Círculo de Conhecedores da Maison Forestier em 1994 , no nº 12 publicado pela Task Force Serviços de Comunicação .
Em 1994 seu poema Prestes é outorgado como Patrimônio Histórico da Cidade de São Paulo pela Prefeitura da Cidade e é colocado em uma placa comemorativa em homenagem a Luiz Carlos Prestes, no Parque Municipal que leva o nome do líder tenentista - comunista , por iniciativa do então Deputado Estadual Hilkias de Oliveira .
O trabalho literário de Cristiane Neder tem vários reconhecimentos : o poema Prestes ganha menção honrosa em 1989 da Casa de Las Américas de Cuba, em 1991 e o X Juri do Salão de Arte do SAIAMC - Salão de Arte do Instituto Alberto Mesquita de Camargo confere o prêmio Troféu Especial na categoria Honra ao Mérito - Poetisa . Ganha em 1991 também o 1 º Concurso de Poesia da Universidade São Judas , em 1 ª colocação .
O Concurso Cultural Fuji Photo Film do Brasil também lhe confere em um diploma pela sua destacada participação com frases em defesa do Meio Ambiente em 1989 , assinado pelo diretor presidente Takeo Shirasaki . Em 1997 ganha Menção Honrosa do Grupo Pão de Açucar por seu texto - poético dissertativo sobre o supermercado no Concurso Cultural Pão de Açucar , e '' O Pão de Açucar de Nossas Vidas '' é encaminhado para o Acervo Cultural da Empresa para o Projeto Memória .
A veia política de Cristiane Neder tanto quanto a literária sempre foi saliente desde seus 14 anos, quando ingressa na vida partidária, escreve em 1996 o texto : '' O Sentimento de Ser Socialista'' , no qual descreve neste seu texto a seguinte conotação do que é ser socialista para ela : '' Ser socialista é para mim antes de tudo não deixar que a criança que há dentro de cada um de nós caia no esquecimento '' . Foi da direção municipal das Comissões da Juventude e da Cultura no PCB - Partido Comunista Brasileiro - 1987 à 1989 .
Hoje preocupada em incentivar a literatura no Brasil Cristiane Neder apresenta um quadro de literatura na Rede Mulher e simultaneamente na CNT / Gazeta , chamado Lendo Mais, às quartas - feiras de manhã por volta de 9 : 30 às 10 : 00 horas no Programa Viva Show, dando espaço para editores, autores, jornalistas e divulgadores literários e culturais em geral para falarem sobre temas literários desde a prosa à poesia .
A conciliação da poesia com a política é o resultado do livro Politicamente ( In ) Correta, onde a autora define sua paixão pela poesia , tanto quanto pela política na seguinte frase: '' A poesia me dá o direito de sonhar , e a política me dá o direito de realizar '' .


Biografia DAQUI

4 comentários:

lua prateada disse...

FELIZ PÁSCOA!...
Olá...............passei apenas para te convidar para minha festa!passa lá e te diverte...Obrigada pela presença...Beijo de prata

SOL

Sonia Schmorantz disse...

Páscoa...
É ser capaz de mudar, 
É partilhar a vida na esperança, 
É lutar para vencer toda sorte de sofrimento.
É ajudar mais gente a ser gente, 
É viver em constante libertação, 
É crer na vida que vence a morte.
É dizer sim ao amor e à vida, 
É investir na fraternidade, 
É lutar por um mundo melhor, 
É vivenciar a solidariedade.
É renascimento, é recomeço, 
É uma nova chance para melhorarmos 
as coisas que não gostamos em nós, 
Para sermos mais felizes por conhecermos 
a nós mesmos mais um pouquinho. 
É vermos que hoje...
somos melhores do que fomos ontem.
Feliz Páscoa!
Um abraço

ETERNA APAIXONADA disse...

Estimada e querida amiga

Recado aos Amigos Distantes

Meus companheiros amados,
não vos espero nem chamo:
porque vou para outros lados.
Mas é certo que vos amo.

Nem sempre os que estão mais perto
fazem melhor companhia.
Mesmo com sol encoberto,
todos sabem quando é dia.

Pelo vosso campo imenso,
vou cortando meus atalhos.
Por vosso amor é que penso
e me dou tantos trabalhos.

Não condeneis, por enquanto,
minha rebelde maneira.
Para libertar-me tanto,
fico vossa prisioneira.

Por mais que longe pareça,
ides na minha lembrança,
ides na minha cabeça,
valeis a minha Esperança.

Cecília Meireles, in 'Poemas (1951)'

Votos de uma Santa Páscoa!

Beijos
Helô Spitali

lua prateada disse...

...Passei te desejando uma Páscoa cheia de amor em teu coração, tal como ELE fez por todos nós...

Entreguei-me ao destino dos homens
Salvando os pecados do mundo
Hoje sou lembrado em homenagens
Meu sofrimento e meu amor profundo.

Beijo com luar

SOL

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...